Os fãs portugueses de Madonna iniciaram um protesto, na página de Facebook Madonna X Portugal,  contra o anúncio da venda de bilhetes para dois novos setores surgidos nas bancadas inferiores, nascente e poentes a 45 euros para o concerto da Material Girl em Coimbra. O preço inicial foi de 170 euros cada para estas bancadas com lugares marcados.

Segundo informações disponibilizadas pela SIC Notícias, a Lusa entrou em contato com a Ritmos e Blues, produtora do concerto, para obter informações sobre os novos preços. De acordo com a produtora, os lugares colocados à venda nos setores 6A e 20A não constavam inicialmente para os planos de vendas por serem lugares sem visibilidade para o palco. “Era uma zona da bancada que estava fechada, porque não tinha visibilidade para o palco por causa das colunas de som. Foram feitas novas medições, reajustadas áreas técnicas e chegou-se à conclusão que se podiam acrescentar aqueles dois setores”, afirmou uma fonte da Ritmos e Blues.

Ainda em declarações à Lusa, a produtora assumiu que na mesma bancada, embora em setores diferentes, estão pessoas que pagaram 45 euros pelo bilhete e outras com um custo de entrada de 170 euros. A fonte da Ritmos e Blues disse também que o estádio “ainda não está cheio“, mas não revelou valores sobre quantos bilhetes dos 50 mil tinham sido vendidos.

Madonna atua no estádio de Coimbra no próximo domingo, 24 de junho, no âmbito da digressão mundial para promover o último disco, MDNA, lançado no final de março. É a terceira vez que a Rainha da Pop passa por Portugal com uma digressão mundial, depois dos dois concertos no Pavilhão Atlântico em 2004 e outro no Parque da Bela Vista em 2008.

Reveja o teledisco do último single de MDNA, Girl Gone Wild, uma das canções que a artista cantará em Coimbra.