Considerado como um dos grandes escritores de ficção científica, o autor de Fahrenheit 451 morreu esta manhã, em Los Angeles aos 91 anos de idade.

A notícia foi confirmada pela família de Ray Bradbury mas não foram reveladas as causas da sua morte.

Ao website i09, o neto do escritor afirmou que “o seu legado vive no seu monumental. Um conjunto de livros e trabalhos para cinema, televisão e teatro. Mas, principalmente, nas mentes e corações de quem leu as suas obras”.

Ao longo da carreira, os seus textos foram várias vezes adaptados para cinema e televisão. De acordo com o Diário de Notícias, dos exemplos mais notáveis destacam-se a adaptação de François Truffaut para Fahrenheit 451 em 1966 e Something Wicked This Way Comes, assinada por Jack Clayton em 1983.