O 18º Super Bock Super Rock conta com algumas novidades em relação às duas últimas edições. A organização parece determinada em melhorar substancialmente o festival do Meco, com a grande promessa deste ano a ser voltada para a redução da tão criticada poeira.

Celebrando uma parceria com a Música no Coração, a Greenchallenge, «empresa prestadora de serviços de gestão global de espaços verdes», tem a função de minimizar a presença da poeira no recinto e campismo do festival, aumentando a sua área verde. A empresa quer ainda «fazê-lo de forma sustentável» e «assegurar a proteção do solo» da Herdade do Cabeço da Flauta, tal como afirmou o diretor técnico Frederico Ferreira. Cumprida a vontade de «trocar o pó pela erva», como disse Luís Montez, diretor da Música no Coração, o festival promete uma melhor experiência aos seus visitantes, melhorando o conforto exponencialmente.

 A areia que tanto pó deu que falar

A areia que tanto pó deu que falar

Para quem esperava aumentar a despesa na edição deste ano, a organização traz boas notícias: tanto o preço do festival como dos transportes são semelhantes aos do ano passado. «O custo do IVA [que subiu dos 5% para os 13%] é suportado por nós», referiu Luís Montez, que garantiu ainda que o preço do passe dos 3 dias se mantém nos 80€ e os transportes do recinto até à praia continuam inteiramente gratuitos.

Outras das novidades que mais irá agradar aos festivaleiros será mesmo a Receção ao Campista, a realizar no dia 4 de junho, que deverá seguir uma índole mais eletrónica. Deste modo, a música estende-se a mais um dia, tal como o acesso ao acampamento. Os portadores do passe global vão agora poder acampar desde o dia 3 de junho, pelo que na sua totalidade o festival vai acabar por durar cinco dias.

Boas são as surpresas que nos chegam do cartaz. Numa missão «semi-impossível», como partilhou Joana Godinho da Música no Coração, o festival vai poder contar com a presença de Peter Gabriel. O músico, que apenas consta no cartaz de mais um evento europeu – o britânico The Hop Farm Music Festival -,  surge no Super Bock com enorme destaque. Contando com o auxílio da New Blood Orchestra, composta por mais de 50 músicos, o vocalista dos Genesis promete uma nostálgica viagem ao passado. Novidade será mesmo a hora de atuação, marcada para as 22 horas, o que faz com que Skrillex seja o nomeado para encerrar o festival.

Com o objetivo de inovar e melhorar a experiência dos festivaleiros, o Super Bock Super Rock vai disponibilizar «em primeira mão em Portugal», segundo Miguel Araújo da UNICER, um armazém refrigerador. Aqui, os portadores de passe de 3 dias que tenham decidido acampar no festival terão a possibilidade de depositar as suas latas Super Bock, de forma a vencer o calor e atingir a refrigeração desejada.

Luís Montez fez ainda questão de referir que este ano o festival vai contar com mais lugares de estacionamento e mais chuveiros. Os arruamentos são uma novidade, e vão facilitar a mobilidade dos festivaleiros no campismo, a recolha do lixo ou o trânsito de veículos em casos de emergência. Outra boa notícia passa pelo caminho pedestre do campismo até à praia; com uma extensão de 1800 metros, que irá possibilitar um acesso mais fácil e seguro à praia do Meco.

A organização promete, num futuro breve, disponibilizar todas as informações no seu site.

Artigo: André Abreu e Francisco Morgado Gomes