Estreia hoje nas salas portuguesas a primeira longa-metragem do realizador Sérgio Graciano, Assim Assim. As várias pequenas histórias entrecruzam-se num filme que assinala o encontro de diversas pessoas. A vida é mesmo assim uma miríade de caminhos que se tocam e se afastam. Com um elenco de luxo, Assim Assim promete guiar o espectador  por vários temas controversos do nosso quotidiano.

Por entre conversas de café e festas, este filme constrói-se em torno da palavra. Quando vemos várias personagens dentro da mesma cena deduzimos logo que existe uma relação direta entre elas. Desta forma, o realizador consegue com um toque de mestria jogar com essas associações já adquiridas pelo espectador e inverte-las de um modo inesperado. Manuseando as várias conversas, ele entrelaça as frases de uns e de outros produzindo um discurso dinâmico e até engraçado pela sua continuidade fluída.

Dois núcleos de histórias vão se delineando ao longo de uma multiplicidade de cenas, que retratam problemas do dia a dia. Através destes diálogos triviais, apresentam-se camuflados vários temas ainda muito presentes na nossa sociedade, como o racismo ou o tabu perante a descoberta da homossexualidade. “Prefiro que sejas gay do que ver-te a namorar uma gorda”, diz a personagem interpretada por Miguel Guilherme ao seu irmão.

Todos os preconceitos subtis são espelhados nos vários diálogos, com os quais muitos de nós nos identificamos ou já testemunhámos durante a vida. As piadas e os comportamentos típicos da nossa cultura portuguesa são extremamente bem reproduzidos neste filme.

Um dos poucos aspetos negativos foi a montagem pouco cuidada de certos planos. Devido aos variados diálogos, foi necessário recorrer ao contraste do campo/ contra-campo. Neste processo frequentemente utilizado ao longo do filme, notaram-se pequenas falhas de sincronização do áudio com as imagens, principalmente nos planos em que as personagens que falavam estavam de costas. Apesar de não vermos as suas bocas a articularem as palavras, a movimentação corporal não coincidia com o que era dito, havendo um ligeiro atrasado na associação do som.

O final também deixou muito a desejar, principalmente por não sugerir nenhuma conclusão. Deste modo o público ficou com a sensação de que houve um corte abrupto na cena e que mais acontecimentos deveriam ocorrer.

Apesar do pouco orçamento, Sérgio Graciano conseguiu captar a atenção do espectador com as pequenas histórias, que muito dizem do povo português. O realizador já esteve associado a vários projectos televisivos como, Conta-me como foi, Morangos com Açucar, Laços de Sangue e o programa Último a sair e hoje estreia a sua primeira longa-metragem que espera ter grande sucesso.

8/10

Ficha Técnica:

Título original: Assim Assim

Realizado por: Sérgio Graciano

Escrito por: Pedro Lopes

Elenco: Ivo Canelas, Rita Blanco, Isabel Abreu, Albano Jerónimo, Nuno Lopes, Miguel Guilherme

Género: Romance, Comédia, Drama

Duração: 91 minutos