No início de 2012, a RFM manteve-se a rádio líder em Portugal, embora cada vez mais pressionada pela Radio Comercial. Seguem-se a Renascença e a M80, num segmento cada vez mais controlado pelos dois maiores grupos radiofónicos.

RFM continua a ser a rádio preferida dos portugueses. Na primeira vaga de 2011, a rádio detida pelo grupo r/com, obteve uma Audiência Acumulada Véspera (AAV) de 13,7% e um share de audiência de 20,7%. Estes números representam uma ligeira subida face aos últimos números de 2011, no entanto encontram-se abaixo dos conquistados no período homólogo do ano passado, indicam os dados do Bareme Rádio, da Marktest.

A Rádio Comercial mantém o seu segundo lugar e continua a sua rota de crescimento, aumentando a pressão sobre a RFM. A estação dirigida por Pedro Ribeiro conquistou uma AAV de 12,2%, audiência que a estação, em comunicado, considera como sendo “o valor mais alto da sua história”. Esta audiência representa uma subida de 13% face à ultima vaga de 2011, e de 17% face ao mesmo período do ano passado. A Comercial encontra-se agora a 1,5% de AAV da RFM, aproximando-se da principal emissora do grupo r/com.

O pódio fica completo com a presença da Renascença na terceira posição, com uma AAV de 8,5%, número praticamente igual ao obtido no período homólogo do ano passado. Segue-se a M80, que sobe 0,7% para os 5,5% de AAV e ultrapassa a Antena 1 (4,6%). A Antena 1 é a primeira rádio pública a figurar na tabela, mantendo o mesmo valor de AAV que o conquistado há precisamente um ano. Seguem-se a TSF (4,3%), Cidade FM (3,8%) e a Mega Hits (3,6%).

Em termos de grupos, os dois maiores agregados radiofónicos do país, a Renascença Comunicação Multimédia (r/com) e a Media Capital Rádios (MCR), dividem entre si o monopólio da audiência, uma realidade que é cada vez mais visível. Ao todo, os dois grupos obtêm um share de 69%, um resultado superior ao obtido quer no período homólogo de 2011 (66%), como na última vaga do ano passado (65%).

Entre si, os dois grupos concorrentes encontram-se cada vez mais próximos, com a MCR a aumentar a pressão sobre o grupo Renascença. A proprietária da Radio Comercial, Cidade FM e da M80 obteve um share de audiência de 30%, ficando a 9% do grupo r/com, que mantém a liderança com 39% de share de audiência. A diferença entre os dois grupos é superior à registada na quarta vaga de 2011 (7%), mas inferior ao registado no período homólogo do ano passado (14%).

O terceiro grupo radiofónico português é a RDP, com um share de 9%, mantendo o valor registado no período homólogo do ano passado. A Controlinveste, proprietária da TSF, soma um share de 4%, enquanto os restantes operadores controlam 18% da audiência radiofónica nacional.

Os últimos dados divulgados indicam ainda que o programa Café da Manhã, da RFM, é o programa mais ouvido do país, segundo informação divulgada pela r/com em comunicado às redacções.