É já amanhã que a Rádio Renascença comemora 75 anos e, para assinalar o momento, vai andar pelas ruas de Lisboa num estúdio móvel. Para além dos animadores e jornalistas, alguns convidados também vão marcar presença no estúdio.

Amanhã, a partir das sete da manhã, a Rádio Renascença vai andar por Lisboa num estúdio móvel para assinalar os seus 75 anos de existência. Para isso, não só vai contar com os jornalistas e animadores, como também vai poder contar com alguns convidados especiais. Luís Figo, Carminho, António Sala, Roberta Medina, Miguel Ângelo, Rita Guerra, Luís Represas, Mafalda Veiga e as vozes da estação, Ricardo Carriço e Elisabete Caixeiro, são alguns dos nomes conhecidos que vão dar os parabéns à RR.

Entre 7h e as 10h, o programa Manhãs da Renascença, com o Paulino Coelho e a Isabel Pereira vai acompanhar o trânsito nas principais entradas de acesso a Lisboa e, a partir 10h até às 12h, a Sónia Santos vai circular pelo centro da capital, passando pelo Parque da Bela Vista, onde a Roberta Medina vai acompanhar a visita de Luís Figo à Cidade do Rock. Segue-se um noticiário especial, a partir do Café Vianna em Braga, com os jornalistas Anabela Góis e Ricardo Conceição e, entre as 13h e as 18h, a emissão volta a estar em direto do estúdio móvel com o Carlos Bastos e o António Freire. Às 18h o programa Bola Branca transmite os áudios históricos do programa de desporto mais ouvido da rádio, com a entrevista a Ribeiro Cristóvão.

As comemorações continuam ao final da tarde, com uma sessão solene na Universidade Católica de Lisboa, presidida pelo cardeal patriarca, D. José Policarpo. Graça Franco fecha a emissão com um debate entre o presidente da Fundação Gulbenkien, Rui Vilar, da Fundação Oriente, Carlos Monjardino e da Fundação Luso-Americana, Maria de Lurdes Rodrigues.