0h1

Amigos Improváveis: Sucesso intocável

Inspirado na autobiografia de Philippe Pozzo di Borgo, que nela conta a sua relação com Abdel Yasmin Sellou, seu empregado e amigo, Amigos Improváveis é uma das melhores comédias francesas dos últimos tempos. 

No filme, Philippe é um milionário que ficou paraplégico num acidente de parapente e Driss é um jovem dos subúrbios que acabou de sair da prisão e só pretende receber o subsídio de desemprego. No entanto, apesar das diferenças aparentes, Philippe contrata Driss para o ajudar e iniciam uma relação que extravasa amplamente o âmbito profissional.

Apesar dos inevitáveis clichés resultantes do choque cultural entre ambos – por exemplo, na forma de apreciar arte – a força desta comédia reside principalmente num guião bem escrito, onde tão bem se inserem piadas sobre os incapacitados e o politicamente incorreto. Nesse sentido, ocorre em todo o filme uma substituição do melodramático, para o qual o filme poderia tender, para a boa comédia.

Outros ponto forte de Amigos Improváveis é a interpretação, tanto a de François Cluzet, que interpreta Phillipe, como Omar Sy no papel de Driss. François é já um habitué no cinema francês e a grande surpresa é mesmo Omar Sy, a provar que a comédia é o seu forte e nem só na televisão o faz. Esta interpretação de Omar valeu-lhe inclusivamente o César para melhor actor, quando concorria com Jean Dujardin.

Um filme altamente recomendável, que combina da melhor forma drama e comédia, ao qual não é possível ficar indiferente.

8/10

Ficha Técnica:

Título original: Intouchables
Realizador: Éric Toledano, Olivier Nakache
Argumento: Éric Toledano, Olivier Nakache
Elenco: François Cluzet, Omar Sy
Género: Comédia, Drama
Duração: 112 minutos

Mais Artigos
Liga Europa
Liga Europa bate recorde e destaca SIC no primeiro lugar