Foi com cinco showcases e uma after-party bastante energética que se deram as boas-vindas à versão lisboeta da BalconyTV, numa launch party que teve lugar no Teatro do Bairro, no passado dia 23.

Para quem não sabe, a BalconyTV é um projecto online criado em 2006, e que se dedica à promoção de artistas e bandas independentes, através de um conceito bastante inovador: mostrar actuações em formato acústico gravadas em varandas ao ar livre. Nascida em Dublin, esta emissora já se espalhou, desde então, até várias cidades internacionais (como Londres, Nova Iorque, Los Angeles ou Paris), tendo chegado este ano à capital portuguesa.

Para celebrar essa chegada, a BalconyTV organizou um evento que contou com os concertos de Teresa Gabriel, Canções Malditas, Sónòs2, Deus dos Cães e Barry White Gone Wrong (tudo projectos promovidos pelo site), tendo também convidado para actuar na after-party a dupla HELL YEAHHH dj’s DE VACACIONES.

Com um atraso de uma hora e um quarto (o espectáculo estava anunciado para as 23h30), o evento iniciou-se à 0h45, com o curtíssimo showcase de Teresa Gabriel, cantautora Folk que trouxe ao Teatro do Bairro três canções intimistas e com letras espirituais, interventivas e politicamente despertas para a crise que afecta a nossa sociedade.

Seguiu-se, à 1h15, o concerto dos Canções Malditas, quarteto composto por Caroline Oulman (voz), Rui Santos (guitarra clássica), Baltazar Molina (Percussão) e Lder JP Santos (voz e guitarra). Este grupo apresentou uma setlist assente numa sonoridade World Music que incorpora elementos Folk, da música tradicional portuguesa e até uma certa aura medieval e folclórica, numa miscelânea de sonoridades que produziu um espectáculo bastante interessante e que promete dar que falar. 

À 1h55 entraram em palco os Sónòs2, trio de Indie Folk lisboeta e que proporcionou alguns dos momentos mais agitados e contagiantes da noite. Com uma sonoridade forte e enérgica, Rúben Leal (guitarra e voz), João Gaspar (guitarra) e David Lacerda (percussão e bateria) apresentaram um punhado de canções que, confesso, me despertaram a curiosidade por saber mais sobre esta banda. Fico com as expectativas em alta para um eventual lançamento por parte dos Sónòs2.

É também de frisar a reprodução, entre as actuações ao vivo, de alguns dos vídeos dos projectos já gravados pela BalconyTV. Nomes como Brass Wires Orchestra, Kumpania Algazarra, Os Lábios ou Celina da Piedade & Samuel Úria despertaram as reacções mais efusivas por parte do público. Fica também a nota de que muitas das caras vistas no ecrã gigante podiam ser vistas entre a audiência, o que mostra a proximidade entre músicos e artistas que este evento conseguiu atingir.

Às 2h40 começou o showcase dos Deus dos Cães, a dupla composta por Paulo Afonso (voz) e Tiago Saraiva (guitarra, teclados e programação). Um espectáculo de Experimental Pop fortemente baseado na mistura do Rock com samples electrónicos e com uma entrega vocal com alguns toques de música tradicional portuguesa, o concerto dos Deus dos Cães foi, na minha opinião, o ponto mais baixo da noite, devido a uma escolha de temas pouco apelativos e a problemas técnicos que atrasaram o início do showcase.

O último concerto da noite foi, no entanto, o primeiro grande momento de loucura da noite, e ficou a cargo dos Barry White Gone Wrong, que começaram a tocar às 3h20. Conjunto de nove artistas liderado pelo vocalista Peter De Cuyper, os Barry White Gone Wrong trouxeram ao Teatro do Bairro Blues, Rock e Funk, numa mescla cheia de groove que contagiou o público e fez com que este largasse o bar e descesse as escadas em direcção à frente do palco, algo que serviu de catalisador para a euforia que se sentiu no after-party.

Naquele que foi um dos melhores showcases da noite (senão mesmo o melhor), os Barry White Gone Wrong trouxeram ainda a palco o convidado Charles Sangnoir, para tocar teclado num momento mais intimista. Antes disso, porém, foi bem evidente a reacção frenética que algumas pessoas tiveram ao ouvir a cover de Make It wit Chu, dos Queens of the Stone Age.

                                    

                                    

                                    

                                    

                                    

Para o final da noite, e até às 6 da manhã, ficou reservada a actuação louca e desenfreada dos HELL YEAHHH dj’s DE VACACIONES. Equipados com camisas havaianas, calções de banho e bisnagas, Nuno Efe e Rui Afonso trouxeram um espectáculo recheado de grandes êxitos do Rock, da Pop e do Funk, passados por um filtro de Surf Rock que encantou e não deixou ninguém indiferente, e que encerrou de forma perfeita a Launch Party da BalconyTV Lisboa. A partir daqui, os dados estão lançados e esperam-se grandes descobertas através deste projecto.

Fotografias: Rita Sousa Vieira

*Por opção do autor, este artigo foi escrito segundo as normas do Acordo Ortográfico de 1945