Em dia de greve geral, a Monstra não parou e foram muitos os filmes que marcaram este quarto dia no Cinema São Jorge e City Alvalade. Depois da manhã como sempre dedicada aos mais pequenos com os filmes da Monstrinha, o São Jorge recebeu, ao início da tarde, o divertido Sátira, da retrospectiva alemã, seguindo-se a terceira sessão da Competição de Estudantes. A sessão dos premiados do Think Oscar abriu a noite na Avenida da Liberdade, que terminou com o muito aguardado concerto dos Passos em Volta. No Cinema City Alvalade, Ghost in the Shell 2 Innocence, de Mamoru Oshii, foi o grande destaque.

Sátira

Da Alemanha, mais uma retrospectiva, desta vez Sátira, composta por 17 curtas, entre elas: The Seven Rights of a Viewer (1980), Müchener Bilderbogen (1924), The Sunday Fisher Man (aos 20), Queen of Hearts (1987), Sofa (2011), The Solution (1988), A Bug in One’s Ear (1970), The Breakdown (1989), Island Joke (1990), The Border (1995), Germania Wurst (2008), Don’t Fear the Atom (2007), Peter Principle (2007), Fodder (1994) e Our Wonderful Nature (2008).

Estas “insinuações humorísticas sem exprimir nada directamente eram e são uma linguagem substituta muito útil para críticas, sejam elas políticas ou antes dirigidas às fraquezas comuns das pessoas”, e são mesmo esses os principais temas destes filmes, alguns datados dos anos 20 do século passado.

 

A sátira política surge em The Breakdown, onde é um dos “pequenos” que ajuda “os grandes” a andar, ou The Border, que, a partir de um mapa, fala sobre a divisão da Alemanha em RDA e RFA. Germania Wurst faz uma feroz e interessante crítica à evolução do nazismo, não esquecendo a guerra e os campos de concentração, acompanhada por uma música à altura, por vezes perturbadora. Don’t Fear the Atom é uma divertida curta onde a energia atómica se apresenta ao público, como se de um anúncio se tratasse, promovendo os seus benefícios e tentando contornar a questão no que toca aos malefícios. A Bug in One’s Ear é um óptimo exemplo de uma curta-metragem que satiriza a manipulação das pessoas, que poderá ser interpretada e aplicada aos mais variados casos.

Deixando de lado a política, das restantes curtas merecem destaque The Seven Rights of a Viewer, que nos dá a conhecer, de forma muito divertida, os sete tipos de público que podem estar na plateia de qualquer espectáculo. Também o original Sofa nos dá a conhecer, através de um sofá, o dia-a-dia de um casal e um gato, e Our Wonderful Nature surge como uma hilariante sátira aos programas sobre a vida animal.

 

Mesmo a meio do Monstra – Festival de Animação de Lisboa, nesta sexta-feira aguardam-nos mais filmes, de onde se destaca, em especial, a projecção do famoso Fritz The Cat (1972), de Ralph Bakshi, bem como Allegro non troppo, filme de 1976, do realizador Bruno Bozzetto.

Inês Moreira Santos

*Por opção da autora, este artigo foi escrito segundo as normas do Acordo Ortográfico de 1945.