Desafinado é o mais recente trabalho do Grupo Dançando com a Diferença, coreografado por Paulo Ribeiro. Estará em cena no Teatro São Luiz, em Lisboa, nos próximos dias 23 e 24 de março.

Este espetáculo explora as diversas dimensões do corpo, uma “homenagem aos corpos habitados de vida, aos afetos e à procura da vivência”, que junta dança, música e gesto. Desafinado é uma criação de Paulo Ribeiro em colaboração com Leonor Keil e interpretado por alguns dos artistas do Grupo Dançando com a Diferença (GDD).

Quando à experiência de trabalhar neste espetáculo, o encenador e coreógrafo diz: “fui várias vezes assolado por uma dúvida tão premente que me impelia a desistir. Depois a pouco e pouco uma qualidade humana ímpar foi preenchendo todas as dúvidas e foi dando lugar a um pulsar vital cheio de genuína força”.

Desde 2001, o GDD desenvolve peças e bailados com indivíduos portadores de deficiência, encenados e coreografados por diversos artistas. Sedeado na Madeira, este grupo insere-se num projeto maior, a Associação dos Amigos da Arte Inclusiva – Dançando com a Diferença. O GDD, dirigido por Henrique Amoedo, leva os seus trabalhos a vários pontos de Portugal continental e têm também algumas parcerias europeias.

Desafinado sobe ao palco do Teatro São Luiz na próxima sexta-feira, dia 23, e sábado 24. Os preços variam entre os 13 e os 17€. O espetáculo segue depois para o Teatro-Cine Torres Vedras no dia 30 de março, Teatro Virgínia em Torres Novas dia 31 e ainda Teatro Aveirense no dia 5 de abril.