A Apordoc- Associação pelo Documentário inaugurou esta semana a programação regular no Espaço Nimas, intitulada Possibilidades do Diferente. A iniciativa começou ontem, quinta-feita, com Future of Hope, de Henry Bateman.

Possibilidades do Diferente é o novo espaço dedicado ao documentário, promovido pela Apordoc em parceria com o Espaço Nimas. Este espaço de programação tem o intuito de explorar novos olhares, sendo um veiculo de criatividade e imaginação. Promete incluir temas surpreendentes, que prezam pela originalidade e fazem o público refletir para além do evidente.

O tema proposto para o mês de março, Islândia: Sentidos de Mudança, retrata a sociedade islandesa aquando do “crash” de 2008. As tecnologias de informação foram o principal motor de comunicação da população da Islândia, tornando as redes sociais espaços de debate democrático. Devido à mudança sistémica que tem ocorrido na Islândia e à falta de conhecimento deste tema por parte da comunidade portuguesa, a Apordoc decidiu selecionar quatro documentários  que espelham bem a realidade vivida neste país do Norte da Europa.

Cada sessão começa às 19h00/21h30 e o preço da entrada são 3,5 euros ou 2 euros para os sócios da Apordoc.

Programação:

8 de março – Future of Hope de Henry Bateman (2010), 95′

15 de março – Dreamland  de Andri Snaer Magnason e Thorfinnur Gudnason (2009), 89′

22 de março – GNARR de Gaukur Úlfarsson (2010), 96′

29 de março – Maybe I should have de Gunnar Sigursson (2009), 94′