Vencedor do Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, Uma Separação foi um sucesso em todos os festivais e cerimónias de entrega de prémios da indústria cinematográfica. Profundo e poderoso, o filme fala-nos com real honestidade das desigualdades sociais que marcam hoje o Irão.

Simin é uma mulher iraniana que pretende divorciar-se do marido e deixar o país. O marido Nader, contudo, não quer deixar o seu pai doente para trás. O casal tenta avançar com a separação, mas esta é negada pela justiça, e seguindo as leis do Irão, é o pai que consegue a custódia da criança. Para conseguir manter o equilíbrio no seu lar, Nader decide contratar uma jovem mulher para cuidar do seu pai e da sua filha. Contudo, a nova empregada está a trabalhar sem a permissão do seu marido, e Nader acaba por ser envolvido numa teia de manipulação, mentiras e confrontos em público.

Uma Separação não é apenas um filme sobre as desigualdades sociais que marcam hoje a sociedade iraniana, uma realidade distante que à partida o mundo ocidental desconhece ou renega conhecer. Pelo contrário, o filme procura ir mais longe, abordando temas tão universais como a família, a compaixão, a perda da inocência e o respeito pelos outros.

Uma história simplesmente sedutora e cativante, que mantém a tensão e dramatismo até ao último momento. Uma Separação foi uma surpresa nas nomeações de Melhor Argumento Original, uma categoria que geralmente não abrange filmes estrangeiros. Contudo, ao analisarmos o conteúdo deste filme, compreendemos que não é assim tão surpreendente: Uma Separação é brilhante, e está à altura de enfrentar qualquer filme americano.

7.5/10

Ficha Técnica:

Título original: Jodaeiye Nader az Simin

Realizado por:  Asghar Farhadi

Escrito por: Asghar Farhadi

Elenco:  Leila Hatami, Peyman Moaadi, Sareh Bayat

Género: Drama

Duração: 123 minutos