Terminou ontem a 32.ª edição do Fantasporto. No sábado foi dia de gala e de entrega de prémios. No domingo foi dia de recordar os vencedores.

Um dos filmes vencedores foi Eva, que recebeu o prémio na categoria de Melhores Efeitos Especiais na Secção Oficial de Cinema Fantástico. Esta peça, passada no ano de 2041, mostra-nos um mundo em que humanos convivem com robots, e estamos à beira da criação de robots com sentimentos e totalmente independentes do controlo humano. Protagonizado por Daniel Brühl, Claudia Veja e Marta Etura, este filme de ficção científica soube bem captar os corações dos espectadores e, de facto, tem efeitos especiais de qualidade assinalável.

Eva – 8/10

Outro filme que mereceu destaque, desta vez no lado dos prémios da 22ª Semana de Realizadores, foi o representante português A Moral Conjugal, que recebeu o Prémio Especial do Júri. Com um elenco que inclui os nomes de José Wallenstein, São José Correia ou Dinarte Branco, teve a realização de Artur Serra Araújo. O filme apresenta-nos a história de Manuela, uma mulher habituada a trilhar os caminhos da infidelidade, mas que chega a uma situação bizarra quando, num encontro com um médico hipocondríaco, este se suicida. A Moral Conjugal consegue uma combinação genial entre drama e comédia.

A Moral Conjugal – 9/10

Abaixo fica a listagem completa dos prémios da edição de 2012 do Fantasporto:

SECÇÃO OFICIAL DE CINEMA FANTÁSTICO

Melhor Filme – Grande Prémio Fantasporto 2012: Hell de Tim Fehlbaum (Alemanha)

Prémio Especial do Júri: Bellflower de Evan Godell (EUA)

Melhor Realizador: Susan Jackobson por The Holding (RU)

Melhor Ator: Alexis Diaz de Villegas por Juan de los Muertos (Espanha/Cuba)

Melhor Atriz: Hannah Herzsprung por Hell (Alemanha)

Melhor Argumento: Alejandro Bruguès por Juan de los Muertos (Espanha/Cuba)

Melhores Efeitos Especiais: Eva (Espanha)

Melhor Curta-Metragem: Colour Bleed de Peter Szewczyk (RU) e Lizard Girl de Choi Si-Young (Coreia do Sul)

Menção do Juri Internacional: Lobos de Arga de Juan Martinez Moreno (Espanha)

22ª SEMANA DOS REALIZADORES

Melhor Filme: Avé de Konstantin Bojanov (Bulgária)

Prémio Especial do Júri: A Moral Conjugal de Artur Serra Araújo (Portugal)

Melhor Realizador: Chinese Take Away de Sebastián Borensztein

Melhor Argumento: Avé de Konstantin Bojanov

Melhor Ator: Marcin Dorocinski por Rose

Melhor Atriz: Emma Levie por Lena

Menção Especial: Lena de Christophe Van Rompaey (Bélgica)

PRÉMIOS DO CINEMA PORTUGUÊS

Melhor Filme: Nada Fazi de Filipa Reis e João Miller Guerra

Melhor Escola: Universidade Católica do Porto

OUTROS PRÉMIOS

Inspiration Award do Internacional Film Guide (para uma primeira obra): Eva de Kike Maillo (Espanha)

Prémio da Crítica: Lobos de Arga de Juan Martinez Moreno (Espanha)

Prémio do Público: Juan de Los Muertos de Alexandro Bruguès (Espanha/Cuba)

Prémios Carreira: Mike Hodges, Karen Shaknazarov e António-Pedro Vasconcelos