Um corpo semi-nu coberto por um lençol azul, esta é a primeira imagem que surge na tela. Em Vergonha acompanhamos a história de Brandon, um homem de negócios com uma rotina bem definida, dividida entre o trabalho competitivo na empresa e os casos sexuais efémeros.

Obcecado pelo prazer que o sexo lhe proporciona, não vê limites para alcançar os seus objectivos. Movido pelo desejo sexual comporta-se de uma forma animalesca, sem ligar aos sentimentos das criaturas que roçam no seu corpo nu. Quando a irmã Sissy chega de repente à sua vida, Brandon envergonha-se dos seus comportamentos sexuais extremos.

A personagem curiosamente tem uma evolução muito peculiar durante o filme. Em vez de mudar os seus hábitos, projecta as frustrações e o nojo de si próprio na sua irmã, que também se comporta de uma forma inconsequente. Nela, ele vê o seu reflexo e como não aguenta enfrentar a sua própria imagem, despreza a ligação emocional que os une.

Mesmo quando encontra uma possibilidade de ser feliz, ele desiste de criar laços e volta aos velhos hábitos: descarregar videos pornográficos, seduzir mulheres em discotecas e contratar prostitutas para recriar todas as suas fantasias.

Brandon chega mesmo a um estado de  degradação tal, que já não se importa consigo próprio, mas apenas em satisfazer o seu instinto animal. Faz sexo com várias mulheres ao mesmo tempo, chegando a ter experiências que nunca imaginaria poder realizar. Neste quotidiano deprimente, esquece-se da única pessoa que o considera mais do que uma mera máquina de prazer, a sua irmã Sissy.

Este filme carregado de cenas sexuais muito explicitas, torna-se um pouco vulgar a um dado momento. A duração exacerbada de certas cenas não é necessária à continuidade e compreensão do filme. Por um lado, não acrescenta nada de novo à história, por outro não muda o seu curso.

O aspeto mais interessante do filme é a ligação de Brandon com a irmã, que revela o verdadeiro conflito interior do protagonista em relação aos seus impulsos. Infelizmente essa ligação não é muito aprofundada no filme,  dando mais ênfase ao tema do sexo em detrimento da vergonha e do complexo psicológico de Brandon.

A última cena capta a atenção do público pela sua falta de conclusão. O final aberto deixa o espectador na incerteza se Brandon finalmente conseguiu ultrapassar esse impulso sexual extremo, visto que o derradeiro momento decorre no mesmo local em que a primeira cena se desenvolveu. A história inacabada, sem um encerramento definido é muito atrativa e ao mesmo tempo angustiante para a audiência que anseia ver Brandon superar os seus vícios.

O filme Vergonha estreia hoje, dia 1 de março, nas salas de cinema, e foi o filme escolhido para a abertura oficial da 32ª edição do Fantasporto.

5/10

Ficha Técnica:

Título original: Shame

Realizado por: Steve McQueen

Escrito por: Abi Morgan e Steve McQueen

Elenco: Michael FassbenderCarey Mulligan, James Badge DaleNicole Beharie

Género: Drama

Duração: 101 minutos