Na guerra e no amor vale tudo, e existem alturas em que os dois não são assim tão diferentes. Afinal, por vezes também o romance se torna num verdadeiro campo de batalha… Guerra é Guerra não é extraordinário no seu âmago, mas pode ser uma boa opção para quem procura um divertimento mais light.

Foster (Chris Pine) e Tuck (Tom Hardy) são dois agentes da CIA. Apesar de serem bastante diferentes, são melhores amigos, companheiros de longa data na sua vida pessoal e profissional. Contudo, a amizade vê-se ameaçada quando ambos conhecem Lauren (Reese Witherspoon). Agora, os dois vão combater entre si, usando todas as armas ao seu alcance para conquistar a sua amada.

Guerra é Guerra não é um filme brilhante. Numa tentativa de servir ação e comédia num único prato, o argumento acaba por apresentar falhas evidentes na sua coerência. Reese Whiterspoon, apesar de ser uma atriz com provas dadas do seu talento noutros filmes, parece incapaz de criar algum tipo de química com Chris Pine e Tom Hardy. Na verdade, acabamos por sentir que os atores demonstram mais afeto um pelo outro do que em qualquer cena com Whiterspoon.

Ainda assim, apesar das suas falhas evidentes, Guerra é Guerra pode ser a escolha certa para quem procura entreter-se rapidamente e de forma descontraída. Sem perder muito tempo a refletir sobre o argumento, até as cenas de ação descontextualizadas e a frieza de Whiterspoon consegue passar ao lado.

 5/10

Ficha Técnica:

Título original: This Means War

Realizado por:  McG

Escrito por: Timothy DowlingSimon Kinberg e Marcus Gautesen

Elenco: Tom Hardy, Reese Witherspoon, Chris Pine, Abigail Spencer, Laura Vandervoort

Género: Comédia, Ação

Duração: 98 minutos