zeca afonso

25 anos a relembrar Zeca Afonso

Amanhã assinala-se o 25.º aniversário da morte de Zeca Afonso. Por todo o país há ações de homenagem e tributo a um dos cantores de intervenção da Revolução de abril de 1974.

José Afonso, ou Zeca Afonso como vulgarmente é conhecido, nasceu em 1929 e durante toda a sua vida compôs, cantou e tocou. Além de músico, foi professor e ativista na luta contra a ditadura imposta por António de Oliveira Salazar.

Grândola Vila Morena é uma das suas composições mais conhecidas, principalmente por ter dado início à revolução de 25 de abril de 1974, que acabou com o regime ditatorial em Portugal e reestabeleceu a liberdade e a democracia. Zeca Afonso morreu em 1987, vítima de esclerose lateral amiotrófica, mas deixou um vasto legado musical que influencia novas e velhas gerações.

A Associação José Afonso é uma das principais promotoras das várias atividades que esta semana relembram a vida do intérprete. Em Lisboa dois eventos a destacar: O primeiro, no auditório da Biblioteca-Museu República e Resistência da Cidade Universitária – às 18 horas Viriato Teles, jornalista e escritor, evoca o músico numa sessão intitulada de Relembrar Zeca Afonso. À noite vários artistas cantam Zeca Afonso pelas 21 horas na Academia Santo Amaro, em Alcântara.

Na cidade onde o músico fez os seus estudos e iniciou a sua carreira musical e ação política, Coimbra, os festejos começaram segunda feira e desenrolam-se por toda a semana. Quinta-feira é dia de tertúlia no café Santa Cruz, onde participa João Afonso, neto de Zeca Afonso e atua a Tuna Académica da Universidade de Coimbra.

Em Bragança, os Departamentos de Português, Artes Visuais e Educação Musical da Escola Superior de Educação organizaram um série de sessões dedicadas ao músico e professor. Amanhã a tarde conta com momentos musicais, intervenções dos alunos de Línguas para Relações Internacionais, um manifesto por Zeca Afonso de Carlos Teixeira e José Afonso – Antecipar o futuro (re)criando, uma sessão protagonizada por Mário Correia, da Associação José Afonso.

O Theatro Circo de Braga homenageia Zeca Afonso e Adriano Correia de Oliveira, que desapareceu a 16 de Outubro de 1982. Um espetáculo de vários artistas, apresentado por Camilo Silva e Maria Torcato, que começa pelas 21h30.

httpv://www.youtube.com/watch?v=Y53qSWkIacY

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Gal Gadot
Escolha de Gal Gadot para Cleópatra está a ser criticada como ‘whitewashing’