A já premiada série Mistérios de Lisboa de Raúl Ruiz voltou a ser premiada. Desta vez, a consagração veio de França, pelo prestigiado Sindicato Francês dos Críticos de Cinema, como a Melhor Série de Televisão e o Melhor DVD do ano.

Mistérios de Lisboa tem conquistado cada vez mais público e principalmente os críticos. Assim, este prémio vem consolidar o êxito imparável desta série, que já conseguiu conquistar o Prémio Louis Delluc, o mais importante prémio do cinema francês.

Nos filmes aplaudidos na cerimónia deste ano do Sindicato Francês de Críticos de Cinema estão também Melancolia, de Lars von Trier, como Melhor Filme Estrangeiro, L’Exercice de L’État, de Pierre Schoeller, como Melhor Filme Francês, e ainda Angèle e Tony, de Alix Delaporte, como Melhor Primeiro Filmes Francês.

O Sindicato Francês de Críticos de Cinema é constituído por cerca de 250 membros. Entre eles estão profissionais de publicações como o jornal Le Monde e a revista Les Inrocks e ainda prestigiadas figuras da crítica francesa como Philippe Rouyer, da revista Positif e do programa Le Cercle, do Canal +.

Este prémio vem juntar-se ao leque de prémios que Mistérios de Lisboa já arrecadou: Concha de Prata, no Festival de San Sebástian, o Prémio Loius Delluc, o Satellite Award para Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Filme Estrangeiro pela Associação de Críticos de Cinema de Toronto e Raúl Ruiz recebeu o Special Award da Associação de Críticos de Nova Iorque.