A Direcção de Informação da Radiodifusão Portuguesa apresentou demissão. A informação acaba de ser divulgada, depois de esta semana ter sido emitido um comunicado da redacção em que os jornalistas exigiam «consequências» da condução «desastrosa e lamentável» do caso relacionado com a suspensão do programa Este Tempo depois de Pedro Rosa Mendes ter criticado a emissão do programa Prós e Contras a partir de Luanda. 

A informação dos canais públicos de rádio era liderada por João Barreiros e Ricardo Alexandre,  sendo que este último já havia anunciado a sua saída. O desfecho da situação acontece depois dos jornalistas das várias antenas da RDP terem pedido que fossem retiradas «consequências claras das suas [da direcção de Informação] contradições internas e da forma como geriu o processo» relativo ao cronista, que depois do programa de debate Prós e Contras ter sido transmitido a partir da capital angolana, criticou a existência desta emissão na RTP e o regime político vigente em Angola.

Como consequência imediata destas críticas ao governo angolano e à RTP, o programa acabou suspenso. Pedro Rosa Mendes admitiu influências políticas no caso, afirmando que a suspensão derivou da «administração da casa» não ter gostado da sua última crónica. O caso vai agora chegar ao Parlamento, com o jornalista Pedro Rosa Mendes e Luís Marinho, director-geral da RTP, a serem ouvidos na Comissão de Ética.