Intriga Fatal, protagonizado por Maria João Bastos e Albano Jerónimo, é o nome do primeiro dos 26 telefilmes da TVI a chegar aos ecrãs portugueses hoje, dia 21 de janeiro, pelas 23:22.

Bárbara (Maria João Bastos) é uma mulher rica, casada, com um filho adolescente (Luís Simões) e com uma vida estável, até ao dia em que uma descoberta algo macabra muda a sua vida para sempre, obrigando-a a tomar uma decisão. Bárbara tem apenas uma saída para a sua sobrevivência (porque a descoberta a coloca em perigo de vida) e felicidade: matar o marido, António (Albano Jerónimo). Conseguirá fazê-lo? Serão as coisas realmente o que parecem?

Maria João Bastos deixou cair, aquando das gravações, um pouco o pano da história contando que “a Bárbara é uma mulher que vive um casamento aparentemente feliz e que tenta lutar para que esse casamento resulte e para conseguir manter a família unida, mas vive com uma constante tensão dentro dela e com um grande conflito. Ela desconfia que o marido a trai e essa desconfiança começa a atormentá-la, de forma que a leva a descobrir a verdade, e a verdade é que ele de facto não só a trai, como está a planear algo muito grave contra ela.

Para Albano Jerónimo, “este telefilme fala de um ambiente familiar completamente destruído, cheio de vícios, e onde não há amor nem comunicação e é o princípio do fim”.

Luís Simões dá vida a Bruno, o filho do casal, um adolescente rebelde que vai mergulhar nos meandros do mundo da droga, por influência da namorada, Rita (Joana Metrass).

Do elenco faz também parte Sandra Celas, que interpretará Glória, grande amiga de Bárbara. Contudo, trai a sua amizade quando mantém uma relação com o marido desta, António.

É uma personagem um bocadinho misteriosa e que só se vai revelando lá para o fim, o filme é um bocadinho ‘hitchcockiano’ num certo sentido porque as personagens não se revelam logo e são muito dúbias e isso tem muita piada”, explicou Sandra Celas, que interpreta pela primeira vez uma personagem criada por Rui Vilhena.

Intriga Fatal é um thriller que promete causar polémica, contando com um argumento de Rui Vilhena (autor de outros produtos de sucesso na ficção nacional da TVI como Ninguém como Tu ou Tempo de Viver) e João Sequeira, estando a realização a cargo de António Borges Correia.

httpv://www.youtube.com/watch?v=UuVar7l-lAI