João Miguel Tavares, Pedro Mexia e Ricardo Araújo Pereira formam o Governo Sombra da TSF. A reunião extraordinária desta semana realizou-se no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, cidade que é Capital Europeia da Cultura neste ano de 2012.

Fazendo parte da programação deste grande evento cultural, o Governo Sombra juntou ao seu habitual formato radiofónico uma vertente crucial, o público. Público esse que permitiu a interação suficiente para exacerbar a inspiração humorística dos vários interlocutores, mas principalmente de Ricardo Araújo Pereira.

Cerca de 500 pessoas marcaram presença neste formato pioneiro do Governo Sombra, que traz mais uma iniciativa original à cidade de Guimarães. Os ministros deste pouco enfadonho governo decretaram leis, impuseram medidas e deram sobretudo uma visão mais dinâmica dos dias mais ou menos difíceis que aguardam Portugal.

E neste Governo, não há maiorias absolutas ou políticas a uma só voz. João Miguel Tavares é o mais conservador desta troika, porém, por mais que tente puxar as coisas para conclusões às direitas, Ricardo Araújo Pereira encara-o com alguma irreverência, e envergando as cores vermelhas da esquerda é o seu mais direto opositor neste cenário politico-humorístico. Para além dos extremos opostos, há ainda Pedro Mexia, uma espécie de participante-moderador, e que acaba por ser o mais convicto apoiante de um partido menos comum: o do coordenador do programa, Carlos Vaz Marques.

Foi neste cenário já habitualmente “sombrio” que se processou mais uma reunião deste peculiar governo. Nesta emissão especial os temas foram os mais variados. Desde o polémico novo acordo de concertação social à detenção por corrupção do empresário Domingos Névoa, da BragaParques. A comédia satírico-cínica característica destes intervenientes roçou mesmo o “achincalhar” brilhante, a membros do atual cenário político português.

Entre outras medidas, foi proposta a venda de 178 mil milhões de pastéis de nata para saldar a dívida portuguesa – medida, por sinal, bem pertinente. E com estas e outras iniciativas se “governou” mais uma edição desta brilhante rubrica da TSF. O primeiro passo no programa oficial da Capital Europeia da Cultura 2012.

Esta e outras impressões podem ser conferidas na reportagem realizada em Guimarães pela equipa Espalha-Factos:

httpv://www.youtube.com/watch?v=ve9dtdOrqG4&feature=youtu.be