Elton John vai lançar o seu primeiro livro no próximo mês de julho, Love is the Cure: Ending the Global Aids Epidemic.

Destinado a chamar a atenção para o flagelo da sida, no livro, cuja tradução em português será O amor é a cura: acabar com a epidemia global da sida, Elton John partilhará histórias e memórias relacionados com a sua vivência próxima à doença e evocará também amigos que morreram devido a esta síndrome, como o vocalista dos Queen, Freddy Mercury.

A perda de vários amigos e conhecidos foi um fator determinante da luta do cantor contra o aumento da taxa de incidência da sida, através da Elton John Aids Foundation que criou em 1992 e para a qual reverterão os lucros do livro.

O artista assumidamente homossexual acredita que a “sida é uma doença que não terá cura através de uma vacina milagrosa, mas sim pela mudança de pensamento e por um esforço colectivo para derrubar barreiras de preconceito social”.

Segundo Elton John, um dos seus objetivos é acabar com o estigma em torno do VIH e ajudar a elucidar as populações sobre este vírus, que contribui anualmente para a morte de centenas de milhares de pessoas.