Uma equipa de cientistas afirma ter descoberto uma equação que prevê as possibilidades de uma música se tornar, ou não, num sucesso. 

Estes investigadores da Universidade de Bristol assumem mesmo que esta “equação do sucesso” consegue prever com 60% de precisão quando é que uma música se tornará um hit, entrando no top 5 de singles. A complexidade harmónica, o timing, o tempo e o volume são alguns dos factores que influenciam esta fórmula.

Para chegar ao resultado final e testar a fórmula, que conta com 23 critérios para determinar o potencial de sucesso, os cientistas analisaram músicas retiradas das tabelas de singles do Reino Unido nos últimos 50 anos.

O líder da equipa que levou a cabo este estudo e professor da cadeira de Inteligência Artificial, Tijl De Bie, explicou à BBC o objectivo da investigação: «descobrir se conseguíamos obter uma equação que distinguisse uma música de sucesso».

Esta investigação ajudou ainda a demonstrar que os factores que tornam uma música popular têm vindo a ser modificados ao longo dos últimos 50 anos, com as músicas dançantes a ganharem particular destaque a partir dos anos 80. Antes dessa época a probabilidade de uma música se tornar um sucesso não era particularmente influenciada pelo facto de ser, ou não, fácil de dançar.

Os criadores da fórmula admitem, no entanto, a necessidade de ir também evoluindo a fórmula: «Os gostos musicais evoluem, o que significa que a nossa fórmula necessita de evoluir também. Descobrimos que os critérios que definem o sucesso de uma música variam consoante a era. Isto pode ser resultante da variação dos estilos dominantes de música, cultura e ambiente.»