DSC_3808

Gabriel extasia Festa das Latas

A quinta noite da Festa das Latas e imposição das Insígnias, assinalando o Dia das Bruxas, reuniu estudantes e mascarados, novos e velhos.

Tiguana Bibles abriram a noite. A plateia foi pouco receptiva ao estilo peculiar desta banda cuja vicalista relembra Amy Winehouse na sua movimentação e performances de palco, bem como o copo de uísque que a acompanha. Tracy Vandal é escocesa e juntou-se a Vitor Torpedo, Carlos Mendes, Pedro Serra, Paul Hofner e Augusto Cardoso neste projecto de origem coimbrã. Surrender, Agaisnt the Law e Evil foram algumas das músicas tocadas neste primeiro concerto deste dia. Em conferência de imprensa, Tracy Vandal admitiu que gosta de “cantar para vários públicos”.

O recinto foi enchendo para o cabeça de cartaz, Gabriel o Pensador. O cantor brasileiro entrou em palco com uma capa académica aos ombros entoando o FRA. O público, que já aplaudia antes de Gabriel entrar em palco, entrou num êxtase que só abandonaria no final do concerto. Momentos de improviso e hits como Porrada, Afogar o Ganso e Cachimbo da Paz foram alguns dos pontos altos deste espectáculo que não parou de surpreender. Numa versão de Could you be loved, de Bob Marley, Gabriel o Pensador mostrou a bandeira da Associação Académica de Coimbra e vestiu a camisola da equipa coimbrã. Em conferência de imprensa, o cantor confessou: “Já sabia que ia ser bom”. Anunciou o lançamento de um novo trabalho para depois do carnaval do próximo ano e referiu, “gostei da resposta do público [às novas músicas] ”.

A audiência não arredou pé do palco principal, no qual se seguiram a Fan-Farra Académica e a Tuna Feminina de Medicina da Universidade de Coimbra (TFMUC).

Fotografias de : Inês Antunes

Mais Artigos
O Ídolo
Crítica. ‘O Ídolo’, um filme de Fernando Pessoa de se lhe tirar o chapéu