A Fundação Calouste Gulbenkian reuniu em exposição os grandes nomes da pintura europeia do século XIX à primeira metade do século XX para A perspectiva das coisas – A Natureza-morta na Europa.

A exposição representa a segunda parte de um trabalho iniciado em 2010 sobre a natureza-morta na Europa. Desta feita, a fundação dá espaço ao Realismo, Impressionismo e Pós-impressionismo por Monet, Cézanne, Van Gogh e Gauguin e às suas obras chave para a compreensão da natureza-morta à época. Há ainda obras de Picasso, Matisse, Braque, Dali e Magritte.

O objectivo é demonstrar como a natureza-morta foi um veículo de experimentação para vários grandes pintores modernos e como trouxe ainda a possibilidade de reflexão social e desenvolvimento de novas realidades subjectivas. Esta mudança na forma de representar a natureza-morta fica agregada numa exposição comissariada por Neil Cox, professor da Universidade de Essex, especialista em pintura francesa do século XX.

De 21 de Outubro a 8 de Janeiro, por 5 euros, a exposição fica disponível na sede da Fundação Calouste Gulbenkian.

httpv://www.youtube.com/watch?v=2jZP1hMtNYs&feature=player_embedded