Nesta edição especial do De 0 a 20 não analisamos um só programa. Analisamos vários. Programas que chegaram há poucos dias, outros que se mantêm no ar há vários anos. O contraponto entre dois formatos emitidos à mesma hora, em canais diferentes. Os resultados dos novos programas das estações. E a nota atribuida, de 0 a 20, dirá respeito somente aos resultados audiométricos! É a guerra das audências em análise no Espalha Factos.

 As audiências à noite…

https://i1.wp.com/i770.photobucket.com/albums/xx348/espalhafactos/De0a20Especial.jpg?w=1200

CASA DOS SEGREDOS e PESO PESADO
Vitória para Teresa Guilherme, que ainda assim poderia alcançar melhores resultados ao Domingo! A audiência tem sido fraca, mas o share tem sido bastante bom! A casamenteira de Portugal já está no ar, ao Domingo, há praticamente um mês com a Casa dos Segredos. A verdade é que os resultados são melhores à Terça do que ao Domingo. Isto quer dizer alguma coisa… Quer dizer que pelo menos Bárbara Guimarães tem algum efeito nas audiências. E o seu Peso Pesado, apesar de estar longe do sucesso da primeira edição, tem conseguido resultados estáveis ao Domingo.

Já nos diários não se pode dizer a mesma coisa… Sim, Peso Pesado venceu Remédio Santo num dos dias. Mas nos outros obteve resultados fraquinhos. E sendo esta a grande novidade da SIC para a rentreé (a par de Rosa Fogo, que também não anda muito bem), as coisas têm mesmo que melhorar. Ontem a gala de Teresa Guilherme lá subiu. E o Peso Pesado Especial, apresentado por Daniel Oliveira (um Alta Definição especial Peso Pesado) não conquistou os telespectadores, que preferiram ver Sónia a ser expulsa da Casa dos Segredos… Segredos e balanças à parte, neste campo ganham… os mistérios da TVI.

Casa dos Segredos (Galas de Expulsão) – 16
Peso Pesado (Galas de Expulsão) – 15

https://i1.wp.com/i770.photobucket.com/albums/xx348/espalhafactos/De0a20Especial2.jpg?w=1200

O ELO MAIS FRACO e ROSA FOGO
A RTP1 chamou Pedro Granger e ele aceitou o desafio. Em O Elo Mais Fraco, ele assume uma postura séria e irritante, tal como o formato assim o exige. De Segunda a Sexta, por volta das 21h30, vemos o jovem apresentador à frente deste concurso.  À mesma hora a SIC começava, até há bem poucos dias, mais um episódio da nova novela Rosa Fogo, estreada no mesmo dia e à mesma hora que O Elo Mais Fraco. Agora, com o regresso do Peso Pesado, a história protagonizada por Cláudia Vieira, Ângelo Rodrigues e José Fidalgo vai para o ar depois das 22h30.

Ambos os programas foram duas fortes apostas da estação nesta rentreé. O primeiro nunca resultou. Sempre abaixo dos 20% de share, o programa apresentado por Granger não convenceu os portugueses. Porque será? Será pela postura demasiado teatral do apresentador? Será pelo formato que já não disperta atenção? Será pela concorrência da TVI e da SIC? Enquanto isso, Rosa Fogo também não conquistou os portugueses. Os primeiros dias conseguiram resultados satisfatórios, ainda na onda da recta final de Laços de Sangue. Mas rapidamente a novela passou a registar valores perto dos 20% de share. E agora, de quem é a culpa? Será que Cláudia Vieira não convence? Será que a autora não cria textos devidamente cativantes? Será pela concorrência da TVI e da RTP?

Pois, a concorrência não será, certamente, uma desculpa para os maus resultados destas novas apostas. Pelo menos, a TVI consegue resultados estáveis mas nada por aí além. Longe vão os tempos que as novelas passavam diariamente os 40% de share. Agora, se chegarem aos 12% de audiência e mais de 30% de share, já é óptimo. Então se não é da concorrência das outras generalistas, será do quê? Do Cabo? Sim, muito possivelmente. Mas o Cabo não desculpa as fracas audiências, em rating. O consumo está cada vez mais fraco e isso deve-se à evolução dos tempos. Mas isso é outra conversa…

Porque é que O Elo Mais Fraco e Rosa Fogo não resultam? Antes de atribuirmos as culpas à concorrência se calhar temos de olhar para o formato. Se calhar a culpa é mesmo dos programas. Se calhar Pedro Granger não é o ideal para O Elo Mais Fraco e se calhar Rosa Fogo não está a cativar os telespectadores como a ritmada Laços de Sangue conseguia. Se calhar…

Rosa Fogo – 12
Elo Mais Fraco – 7

As audiências à tarde…

https://i2.wp.com/i770.photobucket.com/albums/xx348/espalhafactos/De0a20Especial3.jpg?w=1200

PAI À FORÇA, VELHOS AMIGOS e OS COMPADRES
A nova temporada da série onde Pepe Rapazote é o protagonista não conquistou, de todo, os telespectadores. Estreada depois de uma maré de repetições da anterior temporada da série, pode-se mesmo dizer que os episódios inéditos da série estão a revelar-se um flop! O share foi de 17.2% na estreia, depois subiu para os  22.4%  e no Domingo registou 21.6%. Longe dos bons valores que a série chegou a registar nesse horário.

E se a história de Miguel e da sua família já não está a cativar os telespectadores, a recém-estreada Velhos Amigos consegue ser um flop ainda maior. Emitida às 21H30 de Domingo, mesmo em cima da Casa dos Segredos e de Peso Pesado, esta série não tem conseguido sequer chegar aos 10% de share (excepto na estreia, quando quase chegou aos 15%). E a reposição ao Sábado, às 18h30, também não faz muito mais. Sábados esses que são completos com Os Compadres, a sitcom que marcava o ‘regresso’ das personagens de Nico D’Obra. Mais uma série a registar valores singelos, sempre abaixo dos 24% de share.

Resumindo: a aposta na ficção nacional por parte da RTP1 é forte, mas os resultados são fracos. E aqui, o que falha? Será o horário? Serão os produtos em si? Provavelmente são os dois. E só pelo facto de ‘ser da RTP‘ tem logo à partida mais dificuldade em impôr-se. Não devia ser assim, mas é…

Pai à Força – 10
Os Compadres – 9
Velhos Amigos – 6

As audiências nas manhã…

https://i1.wp.com/i770.photobucket.com/albums/xx348/espalhafactos/De0a20Especial4.jpg?w=1200

INSPECTOR MAX e LUA VERMELHA
Enquanto esta guerra dos programas continua a ocorrer em horário nobre, a TVI soma e segue nas manhãs de fim-de-semana. Episódios duplos e triplos do Inspector Max, repetidos pela 30º vez (ou mais, sem qualquer tipo de ironia) conseguem liderar confortavelmente com mais de 30% de share. Por vezes descem e registam resultados à volta dos 25%, mas normalmente não é isso que acontece.

Sensivelmente à mesma hora  a SIC emite Lua Vermelha. Episódios inéditos que se arrastam há quase dois anos. E que se arrastam numa audiência cada vez pior. O episódio deste Domingo registou 16.9% de share, e normalmente nunca faz mais do que isto. Ora, se por um lado temos uma série inédita na SIC e documentários na RTP a registar sempre menos de 20% de share, na TVI as manhãs de Inspector Max fazem cada vez mais sucesso. Não há explicação para tal facto. Como já foi referido, os episódios são sempre os mesmos. Alguns até já os sabemos de cor! É caso para dizer: bom trabalho Max!

Inspector Max (R) – 16
Lua Vermelha – 7