No seu terceiro dia, a 12ª Festa do Cinema Francês ofereceu um sábado muito marcado pela animação. Da secção O Universo da Animação, Les Contes de la Nuit, de Michel Ocelot, Une Vie de Chat, de Jean-Loup Felicioli e Alain Gagnol, La Vieille Dame et les Pigeons e Les Triplettes de Belleville, ambos de Sylvain Chomet, fizeram as delícias dos mais novos e encantaram os adultos.

O São Jorge foi ainda palco da anteestreia do filme de Dominik Moll (que marcou presença na sessão), Le Moine, protagonizado por Vincent Cassel, e recebeu também o filme Le Nom des Gens, de Michel Leclerc. Le Rideau Cramoisi, de Alexandre Astruc, e Montparnasse 19, de Jacques Becker marcaram presença na Cinemateca Portuguesa.

httpv://www.youtube.com/watch?v=XzZDFIbY0qE

UNE VIE DE CHAT – 7/10

Jean-Loup Felicioli e Alain Gagnol trouxeram um filme de animação onde o protagonista é um simpático gato com vida dupla. Une Vie de Chat conta a história de Dino, um gato que se divide entre duas vidas paralelas. De dia, vive com Zoé, filha única de Jeanne, uma comissária de polícia. À noite, salta pelos telhados de Paris na companhia de Nico, um ladrão muito hábil. Jeanne tem duas missões: encontrar o responsável por diversos roubos de jóias e vigiar uma estátua gigante que é desejada por Victor Costa, o mais famoso dos ladrões da cidade. A pequena Zoé irá ajudar a resolver a situação.

Dino é o elo de ligação entre acontecimentos e personagens e Une Vie de Chat vem mostrar como, muitas vezes, as aparências iludem e ninguém é tão bom ou tão mau como pode parecer.

Com uma banda sonora muito interessante de Serge Besset, o filme traz um argumento muito bem construído e uma animação simples mas encantadora, que mostra uma Paris à noite onde não falta, claro a Torre Eiffel, com personagens muito bem pensadas. Une Vie de Chat é mais um bom exemplo de cinema para todas as idades.

Depois de um sábado que levou muitas famílias à Festa do Cinema Francês, o quarto dia do evento conta com mais animação e com a projecção de dois filmes com Maria de Medeiros (HH – Hitler à Hollywood e Ni à Vendre, Ni à Louer) que estará presente nas sessões, assim como os realizadores Frédéric Sojcher e Pascal Rabaté.

Inês Moreira Santos