A série televisiva Equador, baseada no livro com o mesmo nome de Miguel Sousa Tavares, começou ontem a ser emitida no Brasil.

Produzida pela TVI em parceria com a Plural Entertainment e a Plano 6, Equador chegou ao pequeno ecrã em Dezembro de 2008, pela mão do canal de Queluz. O sucesso foi imediato, à semelhança do que já tinha acontecido com a obra escrita pelo jornalista e comentador português: desde que foi lançada, em 2003, foram vendidos cerca de 350 mil exemplares em Portugal. Em 2006, Equador foi o grande vencedor do galardão italiano Grinzane Cavour, que premeia o melhor romance estrangeiro.

Agora a série televisiva está a ser transmitida do outro lado do Atlântico, através do canal TV Brasil.

A produção, composta por 30 episódios, conta a história de Luís Bernardo Valença (Filipe Duarte), que parte para São Tomé e Príncipe no início do século XX, ordenado pelo rei D. Carlos I (João Ricardo). Luís Bernardo assume o cargo de Governador-Geral da antiga colónia portuguesa e desde logo se emaranha numa teia de conflitos: a personagem torna-se um defensor dos trabalhadores das roças – uma posição que lhe cria inimizades com os grandes “patrões” – e envolve-se com Ann Jameson (Maria João Bastos), a mulher do cônsul inglês David Jameson (Marco D’Almeida).