AppleMark

“Os Bem-Amados” de Honoré

Estreou esta semana nas salas de cinema o mais recente filme de Christophe Honoré, Os Bem-Amados. O realizador, que tem procurado fazer uma constante homenagem à Nouvelle Vague juntando-lhe um cunho pessoal, tenta agora repetir a fórmula que tanto sucesso lhe trouxe com Em Paris e o belíssimo As Canções de Amor.

Em Os Bem-Amados são-nos apresentadas duas histórias concentradas numa, separadas por cinco décadas, que ligam a Primavera de Praga ao 11 de Setembro: a mãe, que primeiro é Ludivine Sagnier e depois é Catherine Deneuve junta-se a Chiara Mastroianni, a filha. O resto da história desenvolve-se , sobretudo, em torno dos homens que elas amam.

A mãe vive uma contínua história de amor com o ex-marido, interpretado pelo realizador Milos Forman, num registo que surpreende pela positiva e é rematado forçosamente, enquanto que a filha vive uma paixão obsessiva por um gay (que talvez não o seja), interpretado por Paul Schneider. Louis Garrel, incontornável nos filmes de Honoré, surge aqui como um apaixonado por Vera (Chiara) e afinal não é mais do que isso no meio de toda a história, desempenhando um papel-acessório, mais do que nunca. E é esta a acção, entrelaçando-se com peripécias que decorrem a um ritmo vertiginoso, sob o qual todo o filme se desenrola também. Como consequência disso, o dramatismo que tão necessário seria perde-se no meio das peripécias e de tanto artifício.

No que diz respeito às canções, já que o filme é também um musical, estas são da autoria de Alex Beaupin e felizmente temos o privilégio de ouvir a voz de  Catherine Deneuve , com letras que têm o seu quê de interesse mas com melodias que parecem uma repetição das utilizadas em As Canções de Amor não sendo, por isso, inesquecíveis – como o filme no geral não o é também.

Christophe Honoré deve agora chegar à conclusão de que a sua fórmula mágica se encontra numa fase de esgotamento. Após dois filmes anteriores longe do seu melhor, em especial o último (Homme au Bain), esperava-se algo mais.

Os Bem-Amados traz consigo a responsabilidade de estar à altura dos já referidos Em Paris e As Canções de Amor, não sendo bem sucedido nesse aspecto. Fica-se pela intenção, pela tentativa e pelos planos iniciais.

Nota: 7/10

Ficha Técnica

Título original: Les Bien-aimés

Realizado por: Christophe Honoré

Escrito por: Christophe Honoré

Elenco: Catherine Deneuve, Milos Forman,  Chiara Mastroianni, Louis Garrel, Paul Schneider, Ludivine Sagnier

Género: Drama, Musical

Duração: 136 minutos

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Maradona
Canais TVCine homenageiam Maradona com estreia de documentário