Na passada segunda-feira foi eleito o presidente da direcção da Academia Portuguesa de Cinema:  Paulo Trancoso.

No sufrágio que decorreu segunda-feira na Videoteca de Lisboa, Inês de Medeiros e Fernando Vendrell foram eleitos, respetivamente, presidentes da Assembleia Geral e Conselho Fiscal, revelou à Agência Lusa o cineasta António Ferreira, membro da direcção.

A Academia Portuguesa de Cinema, que foi fundada, ao nível jurídico,  em  Julho, tem como principal função a criação de  prémios anuais referentes ao cinema português.

Paulo Trancoso referiu, em Março, na revista Premiere que a Academia Portuguesa de Cinema é “um interlocutor incontornável no fomento das obras cinematográficas e da sua regulação, assim como nas condições de dignidade na distribuição e na difusão televisiva e electrónica dessas obras”. 

A gala de entrega dos galardões está agendada para 2012.