Na sua 5ª edição, Lisboa tornou-se também palco do agora denominado Lisbon & Estoril Film Festival, este ano a decorrer entre 4 e 13 de Novembro.

Em conferência de imprensa, Paulo Branco, o produtor e director artístico do festival, anunciou algumas das novidades deste ano. Sendo o festival “um encontro de artistas e intelectuais que tenha o cinema como referência”, o evento contará com convidados de luxo. J. M. Coetzee, Don DeLillo e Matthew Barney são alguns dos nomes que estarão presentes e que nos fazem ser “invejados lá fora”, como referiu Paulo Branco.

J. M. Coetzee, Paul Auster, Peter Handke, Don DeLillo, Siri Hustvedt, Luca Guadagnino, Gidon Kremer e José Barrias compõem o júri desta edição.

Para além do principal foco no cinema, este ano dá-se uma atenção especial às artes plásticas, à música e aos debates. O 5º Lisbon & Estoril Film Festival contará com exposições exclusivas dos artistas plásticos Miquel Barceló e Matthew Barney, do fotógrafo Kai Wiedenhöfer, do realizador Wim Wenders e dos directores de fotografia Peter Suschitzky e Christopher Doyle. Na música, destaque para as actuações do músico K’Naan, da cantora, filha de Paul Auster, Sophie Auster e do violinista Gidon Kremer.

No que toca a ante-estreias nacionais, The Ides of March, o novo filme de George Clooney, La Piel que Habito, de Pedro Almodóvar, Restless, de Gus van Sant, A Dangerous Method, de David Cronenberg, Melancholia, de Lars von Trier e Faust (vencedor do Leão de Ouro em Veneza), de Alexander Sokurov, são as propostas. Ainda no que respeita a cinema, também se poderá assistir aos mais recentes filmes de Philippe Garrel, dos irmãos Dardenne, de Bertrand Bonello e de Nuri Bilge Ceylan.

William Friedkin, Wes Anderson, Léos Carax e Alexei German, bem como os recentemente falecidos Raúl Ruiz e a actriz Katerina Golubeva, serão homenageados. Haverá ainda lugar para um ciclo de obras clássicas, que contará com quatro filmes restaurados pela World Cinema Foundation de Martin Scorsese e o telefilme Welt am Draht, de Rainer Werner Fassbinder.

Com o “alargamento” do festival a Lisboa, ao Centro de Congressos de Estoril, Casino Estoril, Casa de Santa Maria e Casa das Histórias, as salas habituais, juntam-se este ano os cinemas Monumental e Nimas, Centro Cultural de Belém, Torre de Belém, Mosteiro de São Vicente de Fora e Museus da Politécnica.

Todos os filmes serão sempre exibidos em Lisboa e no Estoril, à excepção dos filmes de abertura (The Ides of March e Restless) e de encerramento (La Piel que Habito), informou Paulo Branco.

Questionado sobre a possível vinda de George Clooney ao evento, Branco explicou que ainda não será nesta edição que o actor e realizador marcará presença por cá. “Sou eu que não quero o George Clooney agora em Portugal, até porque tenho de guardar algumas estrelas para o futuro”, concluiu. Contudo, o produtor adiantou que “virá um grande actor” de The Ides of March, apesar de não ter revelado o seu nome.

Mais informações sobre o festival podem ser encontradas no site oficial do Lisbon & Estoril Film Festival.

Inês Moreira Santos