Macau vai acolher pelo quarto ano consecutivo a maior exposição de fotojornalismo do mundo. A World Press Photo estará em solo asiático a partir do próximo dia 16 até 9 de Outubro.

A exposição é composta por 160 imagens, produzidas por 54 fotógrafos de 23 países. Macau foi mais uma vez escolhido para albergar a mostra da World Press Photo, um concurso que premeia os melhores trabalhos jornalísticos de cada ano.

“A World Press Photo já tem um estatuto próprio na região”, considerou Carlos Couto, vice-presidente da Casa de Portugal de Macau, em declarações à agência Lusa.

A mostra deste ano decorre na Fundação Oriente e simboliza o último ano de contrato entre a Casa de Portugal de Macau – que acompanhou as três últimas exposições em solo macaense – e a organização do concurso. Uma situação que, porém, não preocupa Carlos Couto. “Há intenções de prorrogar o acordo, tanto da nossa parte, como da organização”, assegurou à Lusa.

Segundo o responsável, essa renegociação será abordada já nos próximos dias, durante a exibição dos trabalhos vencedores da World Press Photo de 2010.

Entre eles estará a fotografia de Bibi Aisha, uma afegã de 18 anos mutilada pelo marido, que este ano já esteve exposta em Lisboa, quando a mostra internacional passou por Portugal. A foto é da autoria da fotógrafa sul-africana Jodi Bieber e fez a capa da revista Time em Julho de 2010.