Doraemon, o “gato-cósmico”, considerado como o primeiro anime embaixador pelo Ministro dos Negocios Estrangeiros do Japão, terá o seu primeiro museu em Setembro em Tóquio.

Estas aventuras começaram em Dezembro de 1969, quando Fujiko F Fujio idealizou a personagem Doraemon, um gato que é enviado ao passado para ajudar o trapalhão e preguiçoso Nobita, seus amigos e a sua família. Originalmente o projecto seria uma manga, ou seja, uma espécie de banda desenhada, mas este evoluiu e passou a ser anime, como quem diz, desenho animado.

A série passa em Portugal graças ao canal Panda, e sempre teve grandes audiências. É transmitido e traduzido em mais de 30 idiomas em todo o mundo e contém em cada episódio grandes lições de moral.

A viúva de Fujio justifica o sucesso da série aos valores morais que apresenta e ao facto de “crianças são crianças, e não importa onde vivem”.