A China, por meio do Ministério chinês da Cultura, proibiu os sites de música na Internet de divulgarem cerca de 100 temas de artistas internacionais como Lady Gaga, Katy Perry, Britney Spears ou Backstreet Boys e exige que as canções sejam removidas desses mesmos sites até 15 de Setembro.

Segundo o jornal britânico The Guardian, o motivo apresentado pelo ministro da cultura chinês é que as músicas não foram submetidas a aprovação, considerando necessário colocar ordem no mercado de música da Internet de modo a que este não promova músicas que “prejudicam a segurança da cultura de Estado”.

Os chineses classificam “músicas de mau gosto e conteúdo vulgar” na mesma escala de violação de direitos autorais, sendo que os sites que não removerem o dito conteúdo serão processados.

Lady Gaga é uma das visadas com temas como The Edge of Glory, Hair, Marry the Night e Bloody Mary a serem inseridos nesta lista. Pequim também censurou temas dos Backstreet Boys, Beyonce, dos canadianos Simple Plan e do grupo britânico Take That, além de artistas asiáticos como Chang Hui-mei, de Taiwan, que cantou o hino da ilha na tomada de posse do antigo presidente Chen Shui-bian, em 2000, o que levou a China a proibi-la temporariamente de dar concertos no seu território.

As autoridades chinesas recusam ocasionalmente a organização de concertos de alguns artistas internacionais, a quem é pedida a lista de temas que vão interpretar antes do espectáculo.

Desde 2000 que o país impõe que todas as músicas sejam aprovadas pelo Governo antes de serem divulgadas na Internet, justificando oficialmente tal decisão com o combate à pirataria.