Os resultados dos exames toxicológicos feitos à cantora Amy Winehouse não apresentam sinais de drogas ou substâncias ilícitas. A cantora não morreu de overdose, como muitos suspeitaram.

A novidade foi dada por um representante da família. Os exames não demonstram substâncias ilícias no organismo da cantora de 27 anos, falecida no passado dia 23 de Julho, na sua casa em Camden, Londres.

No entanto, os exames demonstram que a cantora bebeu álcool antes de morrer. O representante da família declarou: «Os resultados dos exames toxicológicos entregues à família Winehouse pelas autoridades, confirmaram que não havia substâncias ilegais no sistema de Amy no momento da sua morte. Os resultados indicam que tinha álcool no sangue, mas não se pode dizer para já se foi a causa da sua morte»

A verdadeira causa da morte de Amy Winehouse continua pois por apurar.