Está longe de terminar a discussão em torno das produções de moda realizadas com crianças. Depois de no início do mês, Thylane Lena-Rose Blondeau, de 10 anos, ter estado no centro das atenções por causa das fotografias com roupas provocantes e em poses sensuais num editorial da Vogue francesa, esta semana foi a marca Jours Après Lunes a dar nas vistas… pelos mesmos motivos.

A marca francesa lançou recentemente uma linha de loungerie (uma espécie de lingerie para usar por casa) para crianças dos quatro aos 12 anos e a sua campanha de promção não tardou em despoletar a controvérsia: não por causa das peças, mas devido às fotos de crianças, das mesmas idades, em poses adultas.

Com penteados elaborados, maquilhagem carregada, sapatos altos e colares de pérolas ao pescoço, as pequenas modelos aparecem vestidas apenas com a lingerie e em poses que os críticos consideram demasiado “sensuais”.

Para Marilisa Racco, crítica de moda e autora do livro Le Snob – Lingerie, este tipo de produções é “imprópria” porque provoca a sexualização das crianças. “É amoroso quando as meninas pequenas se vestem com as roupas das mães e usam as suas jóias e saltos altos”, disse ao jornal NY Daily News. E acrescentou: “Estas fotografias não são bonitas. É completamente impróprio ter crianças de quatro anos com um penteado como o de Brigitte Bardot no filme E Deus Criou a Mulher”.

Esta é segunda vaga de críticas às poses adultas adoptadas por crianças em trabalhos de moda, no espaço de três semanas. As primeiras críticas foram lançadas à edição francesa da Vogue Crianças no início deste mês, na sequência de uma produção de moda realizada com uma criança de dez anos, na publicação de Dezembro/Janeiro. Aí, Thylane Blondeau apereceu com roupas de alta costura, sapatos de salto alto, jóias e muita maquilhagem.

As fotografias provocaram a discussão nas redes sociais e programas de televisão sobre os limites da exposição das crianças na moda. Mas o tema não é novo: em 1975, quando tinha apenas dez anos, a actriz norte-americana Brooke Shields apareceu nua numa foto. Muitas outras estrelas do cinema, da televisão e da moda começaram a sua carreira cedo e através de produções fotográficas provocadoras.

Até onde vão os limites da exposição infantil na moda?” Estas foi uma das questões em voga este mês e as respostas têm sido, até agora, muito díspares. Caso para dizer que este tema ainda vai dar muito que falar.