Manifestações pelas cidades piscatórias de Matosinhos e Vila do Conde, assim como nas redes sociais, estão a tornar ainda mais difícil a despedida da equipa de locutores.

A principal companhia para muitos pescadores, varinas, reformados e taxistas da região de Matosinhos, o encerramento da rádio local está a criar um descontentamento generalizado por entre os ouvintes, que não se conformam com a transformação do Rádio Clube de Matosinhos num mero retransmissor de Lisboa.

Tem sido possível ouvir, durante todo o dia na emissão, dezenas de ouvintes solidários com os locutores da rádio, que virão os seus postos de trabalho suspensos, e garantem estar unidos contra o fecho da estação que emite em 91.0 MHz. Também nas redes sociais o assunto tem vindo a ser amplamente discutido sendo já um dos tópicos mais visitados na maior comunidade radiofónica do país – o Fórum Ondas da Rádio.

O encerramento definitivo da estação não tem data oficial mas até ao final do mês estará já no ar naquela frequência a Rádio Nostalgia, a mais recente aposta do grupo Lusocanal que adquiriu no mês passado 93.6% do capital do Rádio Clube de Matosinhos.