Muito se tem falado, nestas últimas semanas, sobre a criação de uma nova série derivada de Glee, que seria protagonizada por algumas personagens dessa mesma série. Mas nem tudo é tão simples.

Desde muito cedo, Ryan Murphy, um dos criadores de Glee, afirmou que quando as personagens desta série concluíssem o ensino secundário, sairiam da McKinley High e, portanto, não pertenceriam mais ao Glee club, estando assim aberta a possibilidade de abandonarem a série.

Assim, não deveria ter causado grande surpresa ao público quando Murphy anunciou, em Julho, que três personagens chave da série iriam formar-se e não voltar para a 4.ª temporada de Glee, a ser exibida em 2012-2013: Lea Michele (Rachel), Chris Colfer (Kurt) e Cory Monteith (Finn).

Anteriormente a esse anúncio, Murphy admitiu a possibilidade de criar uma série spinoff, que seria sobre um conjunto de artistas que se deslocariam para Nova Iorque para seguir os seus sonhos musicais, incluindo deste modo as personagens Rachel e Kurt, tal como foi sugerido no último episódio da 2.ª temporada, que foi ambientado nessa cidade.

Os planos do spinoff acabaram por vir demasiado cedo para público e os criadores de Glee acabaram por recuar nas suas afirmações, apenas garantindo que essas três personagens vão terminar o ensino secundário, já que não faz sentido manter alguém lá durante seis, sete ou oito anos, mas que não há garantia de que as personagens saiam ou não na série. Kevin Reilly, presidente da Fox americana, confirma essa incerteza: a possibilidade de um spinoff fica de lado por agora, para ser revisitada a meio da temporada 2011-2012.

No meio destas incertezas sobre quem fica e quem sai do elenco de Glee após o final da 3.ª temporada, surgem também certezas: a personagem Sam (Chord Overstreet) não irá regressar de todo à série, enquanto as personagens Mike (Harry Shum Jr.) e Blaine (Darren Criss) passam a trabalhar a full-time, integrando o elenco fixo da série.