Foram divulgados os 13 autores escolhidos para o Man Booker Prize for Fiction de 2011.

Desta extensa lista consta  Alan Hollinghurst, vencedor de 2004, pela obra A Linha da Beleza. Este ano concorre com o livro O Filho do Desconhecido, a ser publicado em Outubro pela editora Dom Quixote. Fazem ainda parte dos nomeados nomes conhecidos da literatura mundial, tais como:  Sebastian Barry, autor de The Secret Scripture (2008) e de A Long Long Way (2005), o britânico Julian Barnes, autor de Arthur and George, (2005) e de  England, England (1998) e Flaubert’s Parrot (1984). Alan Hollinghurst, antes de vencer o prémio em 2004, constava na lista de finalistas, com a obra The Folding Star, em 1994.

As obras escolhidas deste ano foram as seguintes: The Sense of an Ending (Julian Barnes), On Canaan’s Side (Sebastian Barry), Jamrach’s Menagerie (Carol Birch), The Sisters Brothers (Patrick deWitt), Half Blood Blues (Esi Edugyan), A Cupboard Full of Coats (Yvvette Edwards), O Filho do Desconhecido (Alan Hollinghurst), Pigeon English (Stephen Kelman), The Last Hundred Days (Patrick McGuinness), Snowdrops (A.D. Miller), Far to Go (Alison Pick), The Testament of Jessie Lamb (Jane Rogers) e Derby Day (D.J. Taylor).

Yvvette Edwards, A.D. Miller, Stephen Kelman e Patrick McGuinness  são escritores estreantes na corrida a este prémio com as suas primeiras obras escritas.

O prémio é de 50 mil libras, ou seja, aprox. 56 mil euros e será ajudado a atribuir pelo júri deste ano; o escritor e jornalista Matthew d’Ancona, a escritora Susan Hill, o político Chris Mullin, a escritora Gaby Wood e Stella Rimington, que estará na presidência do júri, sendo ela responsável da secção de livros no jornal Daily Telegraph.

A 6 de Setembro anunciar-se-ão os seis finalistas e o vencedor será conhecido a 18 de Outubro, em Londres.