Orelha Negra, Noiserv, Nu Soul Family, Easyway, Humble, João Só e Abandonados, Souls of fire e Moonspell são os oito artistas lusos que se vão juntar ao projecto de sensibilização para os Objectivos do Milénio, objectivos esses que os países da Organização das Nações Unidas se comprometeram a cumprir até 2015. Erradicar a pobreza e a fome, assegurar a sustentabilidade ambiental e reduzir a taxa de mortalidade infantil são alguns dos objectivos a cumprir.

«O objectivo é chamar a atenção dos jovens portugueses para esta temática e a melhor forma que encontrámos foi através da música», afirma César Neto, um dos promotores da iniciativa na Plataforma Portuguesa das Organizações não Governamentais para o Desenvolvimento.

A plataforma reúne cerca de 69 associações e organizações portuguesas, como é o caso da Caritas Portuguesa, da Abraço e do Chapitô. De forma a ajudar o Objectivos do Milénio, será lançada, este mês, uma campanha sem fins lucrativos, «só consciencialização», conforme afirma o responsável.

A escolha de personalidades conhecidas do público teve um propósito simples: «Se for a plataforma a dizer que há mais de 1400 milhões de pessoas a viverem com menos de um euro por dia é uma coisa. Mas se forem os músicos é outra. Além disso, os pequenos gestos podem fazer tudo e os portugueses já deram provas que em situações de emergência ajudam», afirmou César Neto.

Com a finalidade de alertar o público mais jovem, com idades compreendidas entre os 13 e os 30 anos, a campanha da plataforma portuguesa terá início no final deste mês e nas oito semanas seguintes serão revelados os objectivos relacionados com cada músico português. No mês de Outubro será editada uma colectânea com uma música que cada artista cedeu ao repertório. Aos oito temas juntar-se-á uma canção original composta por todos.

A campanha pode ser acompanhada a partir do final deste mês em http://www.por1objectivo.org/.