A cantora britânica Amy Winehouse estava noiva do realizador Reg Traviss quando morreu. O pedido tinha sido feito semanas antes da sua morte e a artista terá aceite de imediato a proposta do namorado.

«Ela não queria mais nada para além de ser mulher dele. Ela queria ver-se livre dos demónios a todo o custo. Eles diziam abertamente que queriam passar o resto das vistas juntos», afirma fonte próxima do casal ao jornal The Sun.

Juntos há dois anos, o casal planeava o casamento para o próximo ano. Esta seria a oportunidade perfeita para Amy abandonar o mundo do álcool e das drogas e começar a constituir família. «Ela planeava um futuro com o Reg, e isso ocupava grande parte dos seus pensamentos e dava-lhe força. […] Ela não queria continuar a ser o que era», garante a mesma fonte.

Mitch Winehouse, pai de Amy, comentou que Reg nutria por ela um amor genuíno: «A Amy encontrou o amor com o Reg. Ele ajudou-a com os seus problemas e ela estava ansiosa por um futuro com ele. Já não a via tão feliz há anos», disse o pai da cantora.

Recorde-se que Amy foi encontrada morta no passado dia 23 de Julho na sua casa em Camden, por volta das 16h00. As causas da morte ainda não foram apuradas.