Até ao dia 27 de Julho, a TVI alcançou uma quota de espectadores inferior aos canais do Cabo. Embora o canal de Queluz se mantenha, indiscutivelmente, líder de audiências em Portugal, os dados da Marktest revelam uma alteração nos hábitos dos espectadores portugueses.

Ao fim de 59 meses, a TVI perdeu a liderança para os canais do Cabo. O Cabo obteve 25,7% de quota de espectadores (share), contra 24,8 para a estação de Queluz, noticia a edição de hoje do Jornal de Notícias. A perda de liderança representada pelos números acaba por ser muito relativa, pelo facto dos canais do Cabo serem todos contabilizados na totalidade e não individualmente, como acontece com os canais generalistas.

Desta forma, a TVI mantém-se como o canal mais visto do país. No entanto, os dados agora divulgados apresentam já uma mudança de comportamento por parte dos telespectadores portugueses.

O aumento de espectadores do Cabo é fruto de um crescimento dos assinantes de canais pagos. Segundo o JN, o Meo tem agora 919 mil clientes, o que representa um aumento de 217 mil assinantes, em apenas três meses (de Abril a Junho de 2011). Nos primeiros três meses de 2011, a Zon conquistou mais de 200 mil clientes.

Tanto o aumento de assinantes dos canais pagos, como o consequente aumento de audiências destes canais, são prova de uma audiência televisiva cada vez mais exigente, que não se contenta com a programação oferecida pelos canais generalistas, e opta cada vez mais por canais temáticos. Entre estes, a SIC Notícias é líder, seguida pela FOX, o Canal Panda e o AXN.

Nos canais generalistas, o mês de Julho não parece trazer grandes diferenças. A TVI continua líder, seguida da SIC, com uma quota de espectadores de 23,4%. Os canais do estado ocupam os últimos lugares da tabela, com um share de 20,3% (RTP1) e 5,8% (RTP2).

* Dados referentes ao mês de Julho, até ao dia 27, divulgados pela edição de 29 de Julho do Jornal de Notícias.