motelx2011_cartaz_big[1]

Terror em Lisboa

O Festival internacional de Cinema de Terror de Lisboa, MOTELx, está já agendado para decorrer entre 7 e 11 de Setembro, no cinema São Jorge. As curtas a concurso nesta edição já estão escolhidas.

O Prémio MOTELx Melhor Curta Portuguesa 2011, concurso que decorre no festival, tem já seleccionadas as curtas-metragens de terror a concurso. A selecção foi feita de entre 70 candidatos.

O júri deste ano é constituído por Nicolau Breyner, actor, realizador e produtor, Frederico Serra, realizador, e por um convidado internacional a anunciar. Estes serão os responsáveis pela atribuição do prémio de 3 000 euros ao primeiro lugar, e ainda 5 000 euros em pós-produção vídeo na Pixel Bunker, 3 000 euros em pós-produção áudio na Obviosom e um fim-de-semana num hotel Belver.

A edição deste ano orienta-se para uma reflexão do estado do cinema de terror na actualidade, tentando um olhar mais focado no presente e no futuro e não tanto no passado. Assim, um dos homenageados de 2011 só poderia ser Eli Roth, o realizador que pega no passado como forma de chegar ao futuro numa altura em que, segundo a organização do festival, “o terror se faz apenas de remakes e efeitos digitais”. Também Sion Sono será alvo de retrospectiva pelo seu “universo particular”.

Fica ainda o destaque para o filme Cartas de Amor de uma Freira Portuguesa, exibido no âmbito do Quarto Perdido, secção do festival destinada a relembrar os clássicos esquecidos. Este em particular pertence a Jess Franco, chega-nos de 1977 e conta com a participação de Ana Zanatti, Vítor de Sousa, Herman José, Nicolau Breyner, José Viana, Vítor Mendes. Baseado nas cartas escritas pela freira Maria Alcoforado, prepara-se para ser redescoberto.

Ainda nesta secção, estará a longa-metragem de Edgar Pêra, apresentada no último IndieLisboa, O Barão, a partir do livro de Braquinho da Fonseca com o mesmo nome.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Adam Sandler
Netflix. Adam Sandler lança novo filme ainda em 2020