Linda Martini, X-Wife, Orelha Negra e Mind da Gap são os cabeça de cartaz da 20ªedição sas Noites Ritual, que decorre nos dias 26 e 27 de Agosto.

O Palácio de Cristal, no Porto, recebe mais uma edição do festival Noites Ritual, este ano com o tema Ritmo e Electricidade. A iniciativa é anualmente organizada pelo Porto Lazer, em parceria com a Câmara Municipal do Porto.

No dia 26, Linda Martini sobem a palco para apresentar Casa Ocupada, o seu mais recente álbum. A banda composta por André Henriques (voz e guitarra), Cláudia Guerreiro (baixo e voz), Hélio Morais (bateria e voz) e Pedro Geraldes (guitarra e voz) iniciou-se em 2003, mas foi em 2005 que o seu nome começou a ser conhecido, quando lançaram uma maquete de quatro temas, pelo Myspace. Em 2006, lançam o seu primeiro álbum, Olhos de Mongol e, quatro anos, depois editam Casa Ocupada.

No mesmo dia, os X-Wife, constituídos por João Vieira (voz e guitarra), Fernando Sousa (baixo) e Rui Maia (Sintetizadores, bateria e drum machine), actuam para apresentar o seu novo trabalho, editado este ano – Infectious Affectional.

Também no palco principal actuam Zen, uma banda que se juntou em 1996 mas apenas editou o seu primeiro álbum em 2000, após um concerto no Hard Rock do Porto. Miguel Barros (baixo), André Hollanda (bateria e voz), João Fino (voz), Deus Loura (guitarra e voz), Rui Silva (voz) e Jorge Coelho (guitarra) fazem parte deste grupo, que editou o seu segundo álbum, Rules, Jewels, Fools, em 2004.

Ainda no Palco Ritual, actuam três novas bandas: Dan Riverman e WE TRUST, que apresentam por antecipação o seu álbum de estreia, e os Guta Naki, constituídos por Nuno, Cátia e Dinis, que se juntaram em 2008.

No segundo dia de festival (27 de Agosto), as grandes atracções são Orelha Negra e Mind Da Gap. A primeira banda juntou-se em 2008, durante uma digrassão dos Sam the Kid, e editou o seu primeiro álbum em 2010. Cruz (DJ),  Ferrano (bateria), Gomes Prodigy (teclado e sintetizador), Mira Professional (sintetizador e vocalista) e Rebelo Jazz Bass (Baixo e Guitarra) formam este grupo.

Mind da Gap quase dispensam apresentações. Começaram em 1993 e já editaram oito álbuns, sendo o primeiro de 1995 e o mais recente de 2010. Ace,  Presto e Serial apresentam os temas do seu mais recente álbum, Abre os Olhos e A Essência,  na segunda noite de espectáculos.

Também Terrakota, que editaram o último trabalho, World Massala, em 2010, sobem ao palco principal. Romi, Junior, Alex, Francesco, Nataniel, Marc e Marcio já trabalham juntos desde 2002, data da edição do seu primeiro CD. No palco Ritual, as bandas Thee Chargers, The Underdogs e os D3ö são os artistas convidados da segunda e última noite de festival.

Segundo a organização, a entrada para os concertos tem o custo de um valor simbólicio, ainda não oficialmente definido.