Considerada uma das obras mais polémicas de José Saramago, O Evangelho segundo Jesus Cristo vai ser adaptado por Miguel Gonçalves Mendes, realizador do muito aclamado José e Pilar.

O projecto ainda se encontra a ser desenvolvido, estando já adaptado o argumento, avança o site c7nema. A mesma fonte refere a possibilidade do filme contar com participação de actores estrangeiros e com o apoio de produtoras internacionais, embora o projecto esteja a cargo da produtora de Miguel Gonçalves Mendes, a Jumpcut.

O realizador especificou que «é o mais cinematográfico de todos os romances de José Saramago, é o que tem a estrutura para adaptar para cinema», referindo ainda que fará um leitura própria da obra, prometendo também a presença dos pontos mais polémicos da obra nesta adaptação.

Publicada em 1991, a narrativa de O Evangelho segundo Jesus Cristo apresenta uma interpretação pessoal dos Evangelhos católicos, numa perspectiva moderna e muito crítica da religião, que foi mal recebida pela comunidade católica. Este livro esteve na origem de desentendimentos entre o escritor e o governo português, que levaram a que Saramago deixasse Portugal, para passar a residir em Lanzarote. Também em 2009, a escrita do Nobel português voltou a causar polémica, aquando da publicação de Caim.