Scorsese poderá realizar a história de amor de Elizabeth Taylor e Richard Burton, levando-a à sétima arte. A adaptação do livro Furious Love, de Sam Kashner e Nancy Schoenberger está a ser negociada pela Paramount, como adianta o Deadline.

Elizabeth Taylor e Richard Burton começaram a sua história de amor quando gravaram o filme Cleópatra, em 1963. Dois anos depois, ambos os actores acabaram com os seus respectivos casamentos e a sua relação durou 15 anos. Casaram-se em 1964, divorciando-se dez anos depois. Contudo, voltaram a casar em 75 e divorciaram-se, outra vez, em 1976.

A sua história de amor atribulada atraiu a atenção da imprensa. Burton e Taylor contracenaram em onze filmes e o livro Furious Love, editado no ano passado, relata os tempos em que foram casados, bem como revelam cartas de amor que ambos trocaram.

A Paramount está em conversações com os herdeiros de Elizabeth Taylor e com os de Richard Burton para poder aceder à biblioteca pessoal dos dois actores. O realizador será Martin Scorsese e ainda não são conhecidos os protagonistas do filme, apesar da Paramount apontar Natalie Portman e David Seidler para os papéis principais.

A produção do filme ficará a cargo de Julie Yorn, Russ Krasnoff e Gary Foster.