Depois de semanas de especulação, a Warner Bros e a CBS oficializaram o nome de Ashton Kutcher para protagonista de Dois Homens e Meio. Charlie Sheen, outrora o mais bem pago actor do mundo, vê como cada vez mais improvável o seu regresso à série mais vista da televisão americana.

Ashton Kutcher deverá receber um milhão de dólares por episódio, metade do que recebia Charlie Sheen, quando foi despedido da Warner Bros. O criador da série já terá preparado a entrada de Kutcher na série, que irá representar uma nova personagem, tendo a sua entrada sido preparada de uma forma cómica e que deverá agradar à audiência, referiu Chuck Lorre.

Kutcher começou a sua carreira na televisão, na série Loucura de Família (That’ 70 show), em 1998.  Mais recentemente, tem participado em diferentes filmes, como  À Dúzia é Mais Barato, Loucuras em Las Vegas ou Sexo sem Compromisso, ao lado de Natalie Portman.

O actor americano já referiu que não substituirá Charlie Sheen, mas que fará o seu melhor para assegurar o entretenimento da audiência. Por sua vez, Sheen considerou Kutcher um bom comediante, mas que a série irá fracassar com ele. Aproveitou ainda para fazer diferentes críticas à Warner Bros e ao criador da série, Chuck Lorre, durante o seu show, segundo avança o The Hollywood Reporter.

Charlie tem sido frequentemente falado na comunicação social pelo escândalo. Ao seu despedimento, soma problemas com álcool e droga, para além de um comportamento agressivo. Depois do seu despedimento, encontra-se a percorrer os Estados Unidos com o seu show, My Violent Torpedo of Truth/Defeat Is Not an Option. A receptividade do público tem sido variável, tendo já sido aplaudido, mas também vaiado, como aconteceu em Detroit, em Abril passado.

Kutcher deverá iniciar as gravações neste Verão. Ficar-se-á à espera da estreia para perceber a reacção do público a esta mudança, e a própria postura do actor neste novo desafio.