renuncia superman

Super-Homem quer deixar de ser americano

Aquele que é considerado um símbolo do patriotismo e da força americanos, o Super-Homem, parece estar a gerar polémica pelas suas palavras na banda desenhada Action Comics número 900. É que o herói quer renunciar à sua cidadania norte-americana com o intuito de se tornar um herói global e isso já começa a ter precursões para além do seu universo de fãs.

A história, lançada esta quarta-feira (27 de Abril), pela editora DC Comics, mostra o Super-Homem a lutar nas ruas, juntamente com o povo do Irão, contra as forças opressoras do presidente Mahmoud Ahmadinejad. Tendo em conta que os seus actos poderiam ser mal entendidos por estar associado aos Estados Unidos, o herói decide renunciar à sua cidadania.

É por isso que pretendo falar diante das Nações Unidas amanhã e informá-los que renuncio à minha cidadania americana. Estou cansado que as minhas acções sejam interpretadas como um instrumento da política norte-americana’. ‘Justiça, Verdade e a ‘American Way’ não são suficientes.”, disse.

A história agitou os fãs do super herói e os sentimentos patrióticos dos EUA. “Estamos a destruir todos os ícones americanos. Como vamos sobreviver como uma nação?”, escreveu um leitor no site foxnews.com. Já a revista neoconservadora Weekly Standard considerou esta renúncia do Super-Homema coisa mais estúpida que a DC Comics poderia ter feito” e completou, dizendo que “se o Super-Homem não acredita na América, então ele não acredita em nada”.

Os co-editores da DC Comics, Dan DiDio e Jim Lee, apresentaram um comunicado a explicar toda a situação, alegando que o Super-Homem é um herói que veio de um planeta distante e que desde há muito abraçou os valores dos EUA.

Na revista Action Comics 900, ele renuncia à sua cidadania para dar um foco global à sua batalha que nunca termina”, afirmaram. Os co-editores também fizeram questão de relembrar que “como personagem e como ícone, ele incorpora o melhor do Modo de Vida Americano” e que, apesar de tudo, ele permanece comprometido com o seu lar adoptivo e as suas raízes.

  1. Concordo com a maioria das opniões dos meus colegas. Os Estados Unidos usa o super homem que é um personagem conhecido associando-o com o seu país afim de levar ao mundo a ilusão de que como o super homem ele irá defender e ajudar ao proximo uma vez que não é nada disso que os Estados Unidos faz, pelo contrario.. eles sempre querem ser o melhor, usam todas as armas e tentam passar por cima de qualquer um para conseguir aquilo que querem e que concerteza são coisas que vão beneficiá-los. Então por isso o super homem quer deixar de ser americano pois está levando uma fama por uma coisa que não faz.

  2. Ao meu veer , o super héroi não quer renunciar dos Estados Unidos e siim influenciar os paises vizinhos a serem totalmente submissos a ele, pois se fazendo de “o dono da boa vizinhança” ele consegue conquistar seus ideais.E com essa estrategia o super heroi faz com que as outras nações o fortaleça atraves da economia e continuar dominando o mundo.

  3. Os EUA quer de qualquer forma assumir o papel de ”pode tudo” no contexto global. Afim de assumir esse posto usa todas as armas e passam por cima de tudo para conseguir o tal posto. O personagem do Super-Man faz o papel de justiceiro , pacificador , um verdadeiro herói. Enquanto ele é um super herói americano , esta ”ajudando o mundo” sendo um cidadão americano fica tudo legal , mas quando ele deixa de ser um pacificador americano para se tornar um pacificador global , gera um certo conflito! E isso mostra que os EUA quer toda atenção do mundo para eles.

  4. sabe-se que os Estados Unidos é uma grande superpotência Mundial.
    Este usa seu titulo de soberania e liderança para sempre estar no auge. Utilizando esta fama de “pacificador mundial”.
    Mas no meu ponto de vista este termo utilizado é para, apasiguar os outros paises que se baseia no seus exemplos, em termos politicos e culturais.
    Sendo que é isso que os EUA, realmente quer, que á vejam como um exemplo mundial, um heroi de todos os tempos, explorando os outros países, e ainda por cima sair como um heroi da história.

  5. Em meu ponto de vista é so mais uma estrategia do Estados Unidos para infiltrar um pouco do seu dominio nas outras culturas. É verdade que esse super-herói é conhecido mundialmente, mas sua identidade patriota norte-americana está impregnada em sua fama, então, nada melhor para fazer com que todas as nações aceitem totalmente esse incone e ate mesmo adote-o que torna-lo um herói mundial.
    Por mais que eu tente, não consigo ver as ações do Estados Unidos como inocentes.
    rsrs

  6. na minha opnião, o estados unidos da america atua sempre como a grande vitma mundial, mas sempre com o pensamento de conseguir seus objetivos não importando quem esteja em sua frente.

  7. Na minha opnião o super man quer mudar sua nacionalidade para que suas açoes não sejam mas relacionadas com as ações do EUA,ja que tudo que o homem de aço esta fazendo ultimamente relaciona-se com o país mais poderoso do mundo. O super homem no meu ponto de vista parece ser um boneco de ventrilogo nas mãos dessa nação que só pensa em si mesma e que nao liga para o bem de nenhuma nação,coisa que eles alegam fazer mas é uma grande farça.

  8. Concordo com a opinião dos meus colegas e acrescento a minha opinião em relação aos escritores.
    Na minha opinião os escritores queriam representar atraves do Surperman a opinião de muitos americanos que tem coragem de assumir que não estão contentes com as atitudes que a sua nação vem assumindo nos ultimos anos.

  9. Analisando bem o que Allana disse: “Super-Homem deixar de ser apenas americano é mais uma façanha dos EUA, que quer levar para o mundo todo, que o personagem heróico das histórias e filmes americanos agora é herói de todas as nações” isso pode ser perfeitamente só mais uma forma de chamar atenção do mundo. Afinal é isso que ela quer ser: venerada e subordinar.
    O fato de o Super-Homem está descontente ou não com tudo o que está acontecendo, creio eu que o governo do país está pouco se importando do que os outros acham dele, até porque o seu intuito nã é satisfazer ninguém e nenhuma nação, mas sim que os seus “sonhos” (interesses) sejam alcançados, independente do que isso possa custar!!!!

  10. Na minha opinião, o Super-Homem não deseja mais que a sua imagem seja vinculada à imagem dos Estados-Unidos porque suas ações são sempre apaziguadoras e esse é um herói autruista que está sempre pensando no próximo e em ajudar, sempre procura promover a paz e proteger as pessoas inocentes de gente mal intencionada, ao contrário dos Estados-unidos que tem uma política totalmente egoísta e voltada para o interesse própio e que sempre quer tirar proveito da situação e que muitas vezes promove guerras e indiretamente ao apoiar outros países..

  11. Antigamente acreditava-se que os estado-unidenses amavam tanto o seu país e nutriam tão grande sentimento de nacionalidade por causa dos heróis que eles tiveram ao longo da história do país, tanto os heróis fictíceos quanto os históricos..
    ao contrário do Brasil, onde os heróis do povo foram rechassados ao longo do tempo sendo perseguidos e mortos.Portanto como nós Brasileiros poderíamos amar tanto um país sem um areferência patriótica ? um herói brasileiro ?

  12. Não entendo a necessidade do Super-Homem se desvincular dos EUA, já que o mesmo pretende se tornar um herói mundial. Se não me falha a memória a nação norte-americana tem esse mesmo interesse. Só como exemplo a mesma invadiu o Iraque em 2003 para proteger a população mundial das armas nucleares (rsrsrs). O mesmo está acontecendo na Libia. Na verdade não estão protegendo população nenhuma, o que eles estão realmente interessados é no petróleo e na exploração destes países. Pelo visto Obama, o seu “yes, you can”, não estar podendo coisa alguma, pois se ate o Super-Homem esta querendo se desvincular dos EUA é sinal de que a coisa esta feia para o seu lado. Pelo visto é essa nação que esta precisando urgetemente de um herói.

  13. Os EUA criaram figuras como o super-homem, para nos darmos a ideia de que ele promove a paz. No entanto, ele usa a imagem desse heroi tão famoso para que os seus fins (interesses) deem certos. Mas agora quem não quer mais servir como marionete para o país é o próprio heroi… Ele nã estar satisfeito de passar um imagem falsa, mas sim uma imagem que seja verdadeira e que não influencie ninguém a venerar a tal potência!!!!

  14. Acredito que o texto quis mostrar que até o super-home esta descontente com a imagem que o mundo nos dias atuais tem sobre o Estados Unidos que so atua por interesse, então o super-heroi percebendo que esta servindo de instrumento para as acões destes decide deixar de lutar pelos EUA,e passar a lutar pela terra.

  15. Eu acho que na verdade o super-homem está camuflando suas ações, assim como os EUA,querendo ser mundialmente visto como um grande super herói,quando na verdade só querem expandir seus territórios para manter uma grande força mundial.

  16. Concordo com a colega Maariana, pois mesmo que o Super-homem seja o patrimõnio norte- americano,ele pode também ser considerado o inimigo dos EUA já que ele que se torna um herói global. Nem todos paises são aliados dos EUA um exemplo é o próprio Irã citado no texto.Sendo assim não tem como ser o herói global ao mesmo tempo de ser um herói dos EUA.

  17. Herói é quando vc salva uma pessoa ou quando vc faz o bem a ela e não é bem isso que os EUA transmite para o mundo. Que heroismo é esse que acaba quando alguem pensa diferente de você e quando alguem não tem seus mesmos interesses? ~Por isso faço minhas as suas palavras Mari Girl, não existe a possibilidade do super-homem ser um herói global e ser ao mesmo tempo herói dos EUA.

  18. Os EUA se coloca sempre como o grande “pacificador mundial” com o intuito de alcançar os seus interesses políticos e econômicos, e para isso este manipula muitas das informações transmitidas pela mídia. Até mesmo nos desenhos animados como é o caso do “Super- Homem”, os EUA está sempre querendo mostrar que ele é o herói do mundo, mas na verdade o que ele faz é se aproveitar da fragilidade de outros países e do seu grande poder bélico para manter o seu ar de superioridade.
    O “Super-Homem” por exemplo,está sempre livrando a população americana do perigo sendo possível notar também que o seu uniforme representa as cores da bandeira norte-americana,e é essa a idéia que os Estados Unidos quer transmitir a nível mundial.A idéia de herói do mundo. No entanto ele é a espécie de herói que considera como risco toda e qualquer opinião que vá de encontro com seus interesses, e dessa forma quem não pensa como ele acaba sendo seu inimigo. E é por isso que o Super- Homem decidiu renunciar à sua cidadania norte- americana, pois não existe possibilidade deste ser um herói global e ser ao mesmo tempo herói dos EUA.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Shawn Mendes
‘Shawn Mendes: In Wonder’. O artista por trás dos palcos e do mundo da fama