O Canal 180, primeiro canal português dedicado à cultura, arranca na próxima segunda-feira, dia 25 de Abril, na grelha da Zon.

O projecto Canal 180 pertence à Open Source Television(OSTV), sediada no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, que em 2010 venceu o Prémio Nacional das Indústrias Criativas Unicer/Serralves.

180 pretende cobrir uma falha existente na televisão portuguesa em relação à emissão de conteúdos culturais, com uma dedicação exclusiva à cultura, à criatividade, nos mais diversos campos: cinema, música, teatro, fotografia, dança, jornalismo, pintura, animação, arquitectura, entre outros.

O canal emitirá seis horas por dia, das 20h às 2h, e apresentará documentários, concertos, videoclips e um magazine diário. A emissão do canal poderá chegar às pessoas através de múltiplas plataformas: televisão, website, Facebook, iPad e iPhone.

«Mais do que produzir uma grande quantidade de conteúdos, queremos procurar, encontrar e atrair conteúdos, criando um contexto qualitativo interessante. Temos uma equipa muito concentrada em criar uma boa experiência de conteúdos, mais do que produzir», refere João Vasconcelos, director geral da OSTV, em declarações à Lusa, a propósito funcionamento do Canal 180.

O canal não terá estúdios, câmaras ou apresentadores. O objectivo do projecto é, tal como pode ser depreendido pelas palavras de João Vasconcelos, trabalhar a partir de conteúdos em colaboração e em co-produção com artistas, instituições culturais ou marcas comerciais.

Os detentores do projecto admitem ter um público-alvo, que incluirá pessoas entre os 18 e os 35 anos, das classes A,B e C1, assim como “pessoas informadas e qualificadas, culturalmente ativas, viajantes, artistas, criadores, cinéfilos, melómanos e apreciadores de arte”.

Na sua primeira semana de emissão, alguns dos principais destaques são os documentários: Rip: Remix Manifesto, Lusofonia a (R)Evolução, Uma na Bravo outra na Ditadura, 12 Histórias sobre John Zorn, Inside Outside e We are moving in, a propósito das comemorações da Revolução 25 de Abril.