Depois da suspensão das transmissões dos três principais canais rádio do grupo RTP na banda DAB, foi pedido ao governo o cessar de emissões em Onda Curta da RDP Internacional.

O pedido foi realizado após uma avaliação devido ao reduzido número de ouvintes e aos custos acrescidos, de acordo com uma fonte oficial da empresa, em declarações à Agência Lusa. “A análise teve por base vários factores: o cada vez menor número de ouvintes servidos por esta plataforma de distribuição, os custos acrescidos dos últimos anos e o aumento das necessidades de investimento”, afirmou a mesma fonte, acrescentando que os transmissores de Onda Curta estão obsoletos e a precisar de substituição.

A mesma fonte refere que a emissão da RDPi pode ainda ser ouvida via satélite ou internet.“Por estas razões, a RTP pediu à tutela a suspensão temporária das emissões da RDP Internacional em Onda Curta, para posterior avaliação das consequências da decisão”, referiu a fonte oficial da RTP, ressalvando que a suspensão não tem ainda data marcada “por serem necessários procedimentos de consulta prévia” à Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

Este é um cenário que, de resto, acompanha a tendência das principais estações europeias no que ao encerramento de transmissões em Onda Curta diz respeito. Itália, Holanda, Inglaterra e Alemanha são alguns países que tomaram medidas nesse sentido.