O número de pessoas que ouvem rádio voltou a aumentar em Portugal. O estudo mais recente do Bareme Rádio da Marktest para o primeiro trimestre de 2011 indica que esse aumento foi praticamente canalizado para a Media Capital.


Pese embora a prestação positiva do braço radiofónico da Media Capital, é o grupo R/Com e a RFM que se mantêm na liderança das preferências dos ouvintes. O grupo regista uma subida de 9,24% face à recta final do ano passado, para os 26% de audiência acumulada de véspera, ou A.A.V. (cai 1,14% em relação ao período homólogo), e a RFM sobe 8,96% em relação à última vaga, e 2,10% em relação à homóloga, fixando-se nos 14,6% de A.A.V. Com este resultado sagra-se novamente líder nas audiências radiofónicas em Portugal.

Ainda no grupo R/Com, destaque para as subidas ocorridas na Mega Hits, que quase que duplica a sua audiência face ao primeiro trimestre do ano passado (47%), e aumenta em 27% para os 2.8% de A.A.V. em relação à última vaga, um crescimento a que de certa forma não será alheio o reforços dos emissores da estação, assim como a mudança na direcção da estação, agora a cargo de Nelson Cunha. A Renascença, embora tenha subido 6% face à saída anterior, recuou 14% em relação a igual período de 2010, para os 8,6% de AAV. O célebre Canal 1 mantém-se como a terceira estação mais ouvida pelos portugueses.

No grupo Media Capital o maior destaque vai para as subidas da Rádio Comercial e da M80. A primeira, sob a alçada de Pedro Ribeiro, aumentou em 25% face ao período homólogo e 10.5% em relação aos resultados do último trimestre de 2010, fixando a sua A.A.V. nos 10,5% consolidando assim o segundo lugar nas preferências dos portugueses. Já a rádio de Todos os Êxitos dos anos 70, 80 e 90 arrecada subidas nos períodos em análise: mais 43,33% no homólogo e 2,38% em relação ao último trimestre do ano passado, para uma audiência acumulada de véspera de 4,3%. Os desempenhos negativos vão para a Cidade FM, Star FM e Best Rock FM. A primeira viu a sua A.A.V. baixar para os 4.2%, quando há um ano detinha 4.7%. A mais recente estação do grupo que recorda os oldies não consta dos resultados do Bareme Rádio e a Best Rock voltou a surgir no estudo com 0.4% de A.A.V.

A TSF, do grupo Controlinveste, arrecada 4,4% de AAV nos primeiros três meses do ano. A estação gerida por Paulo Baldaia voltou a perder ouvintes assinalando uma quebra de 4,35% em relação à última vaga de 2010, mas o valor representa um reforço de 15,79% face ao primeiro trimestre do ano passado.

Quanto às rádios públicas, destaque positivo para as subidas nos dois parâmetros da Antena 1. Já a Antena 3 continua a afundar-se nas audiências. A rádio que Liga Portugal alcançou 4.6% de audiência acumulada de véspera, enquanto que o canal mais jovem da RTP não foi além dos 2.8%, exactamente o mesmo resultado que a Mega Hits e com mais do triplo das frequências e da cobertura do país. A Antena 2 mantém-se nos 0,5% a mesma A.A.V. conquistada nos primeiro trimestre do ano passado, mas sobe 25% face à última vaga.”

Relativamente ao ranking das estações mais ouvidas no país de âmbito regional e nacional o panorama é o seguinte:

Classificação – Estação – A.A.V.1ºT2011 – A.A.V.4ºT2010 – A.A.V.1ºT2010

  • 1 – RFM – 14.6% – 13.4% – 14.3%
  • 2 – Comercial – 10.5% – 9.5% – 8.4%
  • 3 – Renascença – 8.6% – 8.1% – 10%
  • 4 – Antena 1 – 4.6% – 4.4% – 4.3%
  • 5 – TSF – 4.4% – 4.6% – 3.8%
  • 6 – M80 – 4.3% – 4.2% – 3%
  • 7 – Cidade FM – 4.2% – 4.1% – 4.7%
  • 8 – Mega Hits – 2.8% – 2.2% – 1.9%
  • 9 – Antena 3 – 2.8% – 3.2% – 3.3%
  • 10 – Sim – 1% – 0.9% – 1.2%
  • 11 – Antena 2 – 0.5% – 0.4% – 0.5%
  • 12 – Best Rock FM – 0.4% – n.d. – 0.7%